O volante Marcelo Mattos pouco pode contribuir para o Botafogo em 2014. Com uma lesão no quadril, o jogador teve que passar por uma operação e ficou seis meses longe do gramado. Mesmo com o rebaixamento do clube para a Série B e todos os problemas financeiros enfrentados pelo Glorioso na temporada, o atleta afirmou que quer permanecer para a próxima temporada. Em entrevista coletiva, o volante, que está no clube desde 2011, disse que não vê o clube inferiorizado por estar fora da elite do futebol brasileiro.

“Não é demérito nenhum, estamos jogando em uma grande equipe. Teremos o desafio de levar o Botafogo de volta para a elite. Teremos dificuldades, mas temos potencial e força para conseguir o objetivo. Não sei se continuo, não tive conversas. A diretoria tem priorizado assuntos mais urgentes. Tenho contrato até o meio de 2016, mas não depende só de mim, depende do clube também”, afirmou.

Apesar de não garantir a permanência, Marcelo Mattos já analisa o planejamento do Alvinegro para 2015. Segundo ele, a esperança é de que os torcedores do Botafogo tenham uma temporada bem melhor no ano que vem.

“Algumas pessoas novas estão chegando. Espero que seja uma ano de sorte, que coisas boas venham. Acho que poderemos fazer um bom Carioca e ganhar confiança para a Série B. Estou vendo que muita gente está vindo para somar”, disse ele, que ainda afirmou que o retorno do Engenhão fará do Botafogo mais forte em 2015. “Era um campo em que dificilmente a gente perdia. Estávamos acostumados. O Engenhão faz falta, espero que com o retorno em 2015, a torcida nos abrace de novo”, finalizou.

Fonte: O Dia Online