O Botafogo está em três frentes, nesta temporada, buscando uma conquista maior. O time tem vagas nas oitavas-de-final da Libertadores da América e quartas-de-final da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, ocupa a 12ª colocação com oito pontos em seis jogos, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas. O blog entrevistou o meia argentino Walter Montillo sobre as pretensões do grupo, as chances de ganhar um grande título e a chegada de Jorge Sampaoli à Seleção do seu país. Confira.

Botafogo tem condições de ganhar um grande título, neste ano?

”A gente sempre tem que pensar em coisas grandes. Conseguimos coisas importantes para o clube, até o momento. Sabemos que somos um grupo que está sofrendo várias lesões, um pouco complicadas, porque as vezes não tem previsão de volta e temos uma garotada que está subindo, que a gente tem que tentar levar aos poucos. A responsabilidade tem que ser dos mais velhos do grupo para depois jogar com tranquilidade”.

Botafogo deve priorizar alguma competição ou não existe isso?

”Neste momento, a gente não pode priorizar nada porque estamos no meio de todos os torneios e a gente tem que se focar no Brasileiro também. Perdemos pontos importantes e precisamos recuperar. Não podemos priorizar. A gente tem que ir jogo a jogo, pensando em ganhar, como a gente sempre tenta fazer e depois mais na frente a gente vai ver, quando chegam os momentos da Libertadores, Copa do Brasil, aí o treinador vai escolher. Mas, pelo momento, a gente tem muitos jogadores machucados e todo mundo está tendo a oportunidade de jogar e temos que continuar, trabalhando bem”.

Como defines teu retorno ao Brasil? Estás satisfeito, mesmo com o calendário desgastante?

”Fiquei quase dois meses machucado. Eu não queria isso, nunca passei por uma situação assim, mas sempre trabalhando para dar o melhor. Semana passada, foi o primeiro jogo, depois de tanto tempo. As vezes, fica com um pouco de medo de acontecer algumas coisas, mas graças a Deus me senti bem e acho que com a sequência de jogos, vou me sentir melhor”.

Jorge Sampaoli foi uma boa escolha para comandar a Argentina?

”Tomara que ele consiga fazer o que fez nos clubes onde ele passou. É um treinador muito experiente, que todo mundo queria ter. Então, hoje foi uma boa escolha. Tomara que ele consiga classificar a Argentina para o Mundial”.

Montillo foi contratado como o grande nome do Botafogo, para este ano. Disputou 13 jogos, com 839 minutos em campo e nenhum gol marcado. O Botafogo enfrenta o Vitória, nesta quarta-feira, em Salvador.

Na Copa do Brasil, a equipe enfrenta o Atlético-MG, em duas partidas, nas quartas-de-final. Na Libertadores da América, o Botafogo terminou em primeiro lugar no seu grupo e aguarda o adversário das oitavas-de-final.

Fonte: Blog do Alexandre Praetzel - UOL