Neilton e Botafogo tiveram um relacionamento que deu certo. Durante duas temporadas ( 2015 e 2016), o atacante entrou em campo 72 vezes pelo Alvinegro e marcou 18 gols e ainda ajudou a equipe a conquistar a vaga na pré-Libertadores desse ano. Ao lado de Sassá, formou uma parceria que deu o que falar tanto dentro quanto fora de campo.

Ao término do empréstimo ao Botafogo, em dezembro de 2016, Neilton, que pertencia ao Cruzeiro, se transferiu para o São Paulo. Na cidade paulista, o atacante não mostrou o bom futebol e saiu após de nove jogos. Especulado em alguns clubes brasileiros, o jogador optou pelo Vitória.

Nesta quarta-feira (14), Botafogo e Neilton voltam a se encontrar, mas dessa vez em lados opostos. Agora pelo Vitória, o atacante não nega o carinho pela equipe carioca. O Alvinegro encara o time baiano às 19h30 (de Brasília), no Barradão, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo, o jogador falou sobre o reencontro, revelou que pretende fazer aposta com os ex-companheiros e disse se vai comemorar ou não caso marque gol no Botafogo.

“Fiz boas temporadas pelo Botafogo. Feliz por ter tido a oportunidade de vestir essa camisa. Fiz muitos amigos no Botafogo. Desde jogadores a funcionários do clube. Para mim é uma felicidade encontrar todos novamente. Vou receber todos muito bem aqui (em Salvador). Mas agora jogo pelo Vitória e espero ajudar o Vitória da melhor maneira possível”.

Confira, abaixo, outros trechos da entrevista com o atacante Neilton:

Fez algum tipo de aposta com os antigos companheiros?

(Risos). Não. Eu continuo falando com a rapaziada (os jogadores do Botafogo), mas não fiz nenhum tipo de aposta não. Mas amanhã (véspera de jogo), quem sabe, não role algo (risos).

Se fizer gol no Botafogo, vai comemorar?

Não sei (risos). Isso já passou pela minha cabeça. Tenho muito respeito e carinho pelo Botafogo, pela torcida e por todos do clube, mas se eu comemorar vai ser para agradecer a Deus e não por não respeitar o Botafogo.

Ao sair do São Paulo, você foi especulado no Botafogo. Ficou feliz com os torcedores pedindo a sua volta?

Sim, claro. Eu acabei ficando por fora das negociações. Estava apenas acompanhando as notícias e vi que o Botafogo tinha interesse. Chegamos a conversar depois da minha saída do São Paulo, mas aconteceram algumas coisas com o Cruzeiro e não deram certo.

Sassá, seu ex-companheiro de Botafogo, se transferiu para o Cruzeiro, sua ex-equipe. Acha que a mudança vai fazer bem ao seu amigo?

Eu desejo toda a sorte do mundo ao Sassá. Ele é um amigo que fiz no futebol. Falo com ele diariamente e espero que lá, no Cruzeiro, ele possa se destacar e fazer boas temporadas. Desejo toda sorte do mundo para ele.

Fonte: Esporte Interativo