O Botafogo enfrenta o Santos, nesta quarta-feira (21), com o sonho vivo de conquistar uma vaga na pré-Libertadores. A missão é difícil, mas uma das apostas do Alvinegro carioca para a partida das 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, foi responsável diretamente pela surpreendente arrancada no Campeonato Brasileiro.

Trata-se do chileno Leo Valência, que já sofreu com a perseguição da torcida, mas mudou o rumo do time no Brasileirão. A sequência de quatro vitórias consecutivas, sobre Corinthians, Flamengo, Chapecoense e Internacional, teve participação decisiva dele.

Dos cinco gols feitos pelo Botafogo, Valência esteve presente em quatro, com assistências decisivas. O jogador fez o cruzamento para o gol de Lindoso contra o Corinthians, deu o passe para Erik balançar as redes do rival Flamengo e também deixou o dele, além de ter colocado Luiz Fernando em excelente condição para marcar na Chapecoense.

Junto ao crescimento da defesa, principalmente pelo retorno do goleiro Gatito Fernández, Leo Valência é personagem central em um time que eliminou o risco de rebaixamento e está praticamente garantido na Copa Sul-Americana de 2019.

Segundo o site Chance de Gol, o Botafogo tem 98,3% de chances de obter uma vaga na Sul-Americana. Garantir tal posto é o mínimo que o Alvinegro espera. No entanto, a boa fase do chileno ajuda a sonhar alto.

Com três jogos pela frente no Brasileirão, o time tentará ampliar a sequência de triunfos para, quem sabe, obter uma vaga na pré-Libertadores. A chance, no momento, é de 0,5%. Mas quem duvida depois do que Valência, Gatito e companhia conseguiram? O jogo contra o Santos é um confronto direto e mais importante ainda por conta disso.

SANTOS X BOTAFOGO

Data/hora: 21/11/2018, às 21h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)

Santos
Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca e Rodrygo; Copete (Sasha), Arthur Gomes e Gabigol
Técnico: Cuca

Botafogo
Gatito Fernandez; Marcinho, Yago (Marcelo Benevenuto), Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leo Valência e Luiz Fernando; Erik e Brenner (Kieza)
Técnico: Zé Ricardo

Fonte: UOL