Antes mesmo de sua última e decisiva rodada, o Campeonato Carioca já tem seu primeiro rebaixado para a série B. E a decisão não ocorreu no campo, mas sim no tapetão. O Barra Mansa foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) nesta segunda-feira por escalação irregular de um jogador, perdeu 15 pontos e já está na segunda divisão do Estadual para 2016.

A denúncia foi oferecida pelo Nova Iguaçu, adversário direto do Barra Mansa na luta contra a degola. O clube escalou Rômulo sem que o mesmo estivesse regularmente inscritos na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

O Nova Iguaçu ainda alegou que outro jogador (Wesley) teria ficado no banco sem estar inscrito. Mas ele não estava na lista de relacionados para o jogo em questão.

No julgamento desta segunda, o TJD-RJ considerou que o clube do interior cometeu a infração e puniu com três pontos em cada um dos cinco jogos que Rômulo atuou de maneira irregular, além de R$ 1 mil por jogo pelo artigo 214, totalizando a pena de 15 pontos e a multa de R$ 5 mil.

Imediatamente após a decisão do Tribunal, a diretoria do Barra Mansa informou que irá recorrer da decisão no Pleno do TJD-RJ.

“Eles têm esse direito e utilizarão o recurso de recorrer ao Pleno. Vamos ver. Participo do Pleno e não quero entrar em detalhes, mas acho uma mudança muito difícil. É algo exato. O regulamento foi descumprido e deram a punição”, avaliou o presidente do TJD-RJ, José Teixeira Fernandes.

Com oito pontos conquistados até a penúltima rodada, o time do Sul Fluminense ocupava a 14ª colocação e tinha boas chances de escapar da degola. Agora, com menos sete (-7), o time encara o Tigres na próxima quarta-feira, na sua despedida da competição.

Com o Boavista em último e já rebaixado, a nova configuração da tabela aponta para uma disputa entre Nova Iguaçu, Boavista e Cabofriense na rodada final. Um dos três jogará a segunda divisão em 2016.

Fonte: UOL