Nome de técnico Alberto Valentim surgiu para o Botafogo por indicação de Cuca

Compartilhe:

Nada de Marcelo Oliveira. Por mais que ele seja uma preferência de uma ala do Botafogo, ele não goza de prestígio em outra e ainda é caro. Diante deste cenário, quem surge como o novo favorito para assumir o comando do Alvinegro é Alberto Valentim. Aos 42 anos, ele foi uma indicação de um velho conhecido do botafoguense, o treinador Cuca, conforme publicado pelo Globoesporte e confirmado pelo LANCE!.

Bicampeão da Taça Rio com o Alvinegro e comandante do time que encantou o país em 2007, Cuca conversou com Anderson Barros, gerente de futebol do Botafogo, e Manoel Renha, diretor geral das categorias de base.

E é um nome que agrada internamente. Ele está dentro da realidade financeira que o clube pode pagar e não é considerado tão inexperiente. Ano passado, ele comandou o Palmeiras e fez um bom trabalho. De desacreditado, o time paulista chegou a sonhar com o bi do Brasileirão.

Ele também foi auxiliar técnico no clube por e comandante do Red Bull Brasil no último Campeonato Paulista. Apesar do interesse do Botafogo, Valentim, em contato com a reportagem, garantiu que ainda não foi procurado pela diretoria alvinegra.

Enquanto não se acerta com um novo treinador, o que deve acontecer no mais tardar até a próxima quarta-feira, o Botafogo vem sendo comandado pelo auxiliar fixo da comissão técnica, Bruno Lazaroni.

A carreira de Valentim

Depois da aposentadoria

O então lateral-direito Alberto se aposentou defendendo o Atlético-PR – clube que o projetou nacionalmente, em 2009. Após estágios na Itália – por Roma, Udinese, Juventus, Siena e Torino -, foi anunciado como assessor da presidência do Furacão em julho de 2012. No ano seguinte, passou a ser auxiliar no clube.

Palmeiras

Em janeiro de 2014, Alberto Valentim passou a ser auxiliar técnico no Palmeiras, trabalhando diretamente com o então técnico do Alviverde, Gilson Kleina.

Interino no Verdão

Foram quatro períodos como interino após as demissões de Kleina (maio de 2014), Gareca (setembro de 2014) Oswaldo de Oliveira (2015) e Marcelo Oliveira (2016).

Chance no Red Bull

Após o Palmeiras anunciar Eduardo Bapstista para 2017, Valentim foi comandar o Red Bull no Paulistão. Acabou demitido após 12 partidas.

Retorno

A pedido de Cuca, voltou a ser auxiliar do Palmeiras, em junho de 2017. E com a saída do então técnico, comandou o Alviverde em 11 jogos no Brasileirão. Clube queria mantê-lo como auxiliar, mas Valentim recusou.



Fonte: Terra
Comentários