Um dos principais meias do Brasileirão, Camilo poderia estar defendendo o Corinthians. Em maio, quando rescindiu seu contrato com o Al Shabab, da Arábia Saudita, o camisa 10 foi oferecido ao Timão e agradou. “Mas a chance de jogar no Rio de Janeiro, minha cidade, acabou pesando”, afirma Camilo, justificando a opção pelo Botafogo.

O meia, de 30 anos, estava livre no mercado depois de entrar em acordo com o clube árabe – ele passou cinco meses sem receber salários. O Corinthians, que já havia contratado Guilherme, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel, ofereceu um prêmio pequeno pela assinatura a Camilo, que optou pela proposta 50% maior do Botafogo.

“Eu já tinha negociado com o Botafogo em 2015, mas acabou não dando certo e fui para a Arábia. Agora, com a nova oportunidade, aceitei para também ter a chance de ficar mais perto dos familiares”, acrescenta o meia, que foi revelado no America-RJ, mas ganhou um pouco mais de destaque no Marília, do interior de São Paulo.

Camilo tem seis gols em 16 partidas pelo Fogão. Depois de sua chegada, o clube deixou a zona de rebaixamento e hoje está a apenas cinco pontos do G4 – a diferença para o Z4 é de oito pontos. O aproveitamento do Botafogo com Camilo em campo também é bom, de 60,5%, com nove vitórias, dois empates e cinco derrotas.

O camisa 10 já havia feito ótima temporada no ano passado, com a camisa da Chapecoense, quando disputou 41 jogos e marcou cinco gols. Na Arábia Saudita, ele participou de apenas dez partidas, com um gol.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - Yahoo! Esportes