Oswaldo valoriza experiência contra o Náutico para o futuro

Compartilhe:

Depois de confrontos como mandante contra Santos, Cruzeiro e Fluminense, o Botafogo encarou o Náutico, neste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória por 2 a 0, em São Januário, deixou o time na liderança da competição pelo menos até o início dos jogos deste domingo, quando Coritiba e Vitória podem ultrapassá-lo. A experiência de vencer a retranca do adversário, com gols apenas no segundo tempo, foi valorizada por Oswaldo de Oliveira. O técnico lembrou que nos outros jogos o time enfrentou rivais que também jogaram no ataque em busca da vitória. Neste sábado, a situação foi bem diferente contra o lanterna da competição.

– Enfrentamos uma barreira que ainda não havíamos encontrado no Brasileiro. Em Volta Redonda, Santos e Cruzeiro saíram para jogar de igual para igual. Essa foi nossa primeira experiência desse tipo, com exceção daquele segundo tempo com o Grêmio, depois que conseguiram a vantagem. Felizmente, conseguimos evoluir no jogo e fizemos o segundo gol – analisou Oswaldo.

A situação não foi surpresa para o treinador. Como o Náutico estava na última posição, Oswaldo esperava uma retranca também pelo que o Botafogo vem rendendo na competição, com cinco vitórias e um empate em oito rodadas disputadas, chegando a 16 pontos.

– Tinha mais ou menos ideia do que poderia acontecer. O Náutico vem de derrotas sucessivas, precisando pontuar e era admissível. Precisavam se precaver, e o Zé Teodoro armou muito bem o time no aspecto defensivo com uma marcação individual do Derley sobre o Seedorf. Encontramos muitas dificuldades no primeiro tempo embora tenhamos comandado o jogo, mas agredimos pouco, com pouca presença na área a finalizações – explicou.

oswaldo de oliveira botafogo náutico são Januário Série A (Foto: Satiro Sodré / SSPress)Oswaldo furou a retranca do Náutico com Elias e Rafael Marques abertos (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

No intervalo do jogo, Oswaldo colocou o atacante Elias no lugar de Vitinho. O jogador teve boa participação e abriu o placar no começo do segundo tempo, ajudando o time a vencer e voltar a ocupar a liderança da competição.

– Coloquei o Elias para de forma organizada furar o bloqueio. O Rafael Marques foi muito feliz e isso não é novidade. Fez uma jogada muito boa, com tranquilidade para o Elias finalizar da forma como vem treinando – comemorou.

Na próxima rodada, o Botafogo terá o clássico contra o Flamengo, no Maracanã. Mas antes o time volta suas atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o time vai a Florianópolis enfrentar o Figueirense no Orlando Scarpelli. Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0, o Alvinegro se classifica até com um empate para as oitavas de final do torneio.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários