Otimista quanto a inscritos, Botafogo volta a colocar reforços em pauta

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Adriano Colares, Tulio Lustosa e Marco Agostini - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

A diretoria do Botafogo busca reforços e, juntamente à comissão técnica, avalia prioridades no mercado da bola visando o restante da temporada. Internamente, há um otimismo em relação à reunião que acontecerá hoje (16), entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e clubes da Série A do Brasileirão, e o entendimento de que as chegadas de mais três nomes podem fechar o elenco em um primeiro momento.

Duas posições que são analisadas pela cúpula são a de atacante, que atue pelos lados do campo, e a de primeiro volante. Atualmente, o Alvinegro só pode realizar mais uma troca na lista de inscritos no Campeonato Brasileiro, mas mudanças neste limite podem ser decretadas logo mais.

Tal número de reforços era algo imaginado anteriormente, mas a diretoria teve de frear um pouco o ímpeto justamente por conta do curto lastro em relação à possibilidade de acrescentar nomes na lista da competição. Agora, com uma visão mais favorável, o assunto voltou a ser tratado nos corredores, mesmo que com cautela.

Para atuar como volante, o técnico Bruno Lazaroni tem como opções Caio Alexandre, Rentería, o jovem Luiz Otávio e Cícero, recentemente reintegrado ao grupo. Além do zagueiro Rafael Forster, que vem atuando improvisado. Já para o setor ofensivo — que perdeu Luis Henrique e Luiz Fernando —, há Kalou, Rhuan, Kelvin, Lecaros, Warley e Davi Araújo.

Claro que, apesar disso, há também a cautela por conta da atual situação financeira. Em crise, entende-se que os alvos têm de ser bem estudados para minimizar a possibilidade de erros.

Conversas por Ronald travam

As conversas pelo atacante Ronald, do Botafogo-SP, travaram. Com o jogador houve avanço nos últimos dias, mas o clube paulista faz questão do pagamento integral da multa rescisória, o que não se apresenta no horizonte alvinegro no atual cenário. Assim, o Glorioso conversa para que haja soluções e as negociações possam ter um final feliz. A informação foi publicada, primeiramente, pelo “GE” e confirmada pelo UOL Esporte.

Fonte: UOL

Notícias relacionadas