O time do Botafogo ainda não está definido pelo técnico Marcos Paquetá para a partida contra o Corinthians, nesta quarta-feira, no Itaquerão, na volta do Campeonato Brasileiro. Ele ainda não sabe se vai escalar Matheus Fernandes ou Marcelo no meio de campo. Com vaga cativa no setor, Rodrigo Lindoso prefere não escolher o parceiro na proteção à defesa. Ele, porém, destacou que, se o estreante treinador optar por Marcelo, o time terá jogadores com características iguais à frente da zaga.

“Matheus é aquele jogador mais leve, tem chegada na frente e deve ser um dos líderes de roubadas de bola. Marcelo é mais parecido comigo. Cada um é um em relação às características. Para mim, não muda nada”, disse Lindoso.

Em entrevista coletiva concedida ontem no Nilton Santos, ele também fez comentários sobre uma de suas maiores qualidades: os passes certos. “Meus números sempre foram muito bons, minha característica principal é o passe, a inversão de jogo. Às vezes também consigo dar o último passe. Acredito que os treinadores que optam pela minha titularidade pensem nisso”, afirmou.

O volante também falou do momento goleador na atual temporada. Com quatro gols marcados, ele divide a vice-artilharia do Botafogo neste ano com o atacante Rodrigo Pimpão e com o zagueiro Igor Rabello. Os centroavantes Brenner e Kieza estão na frente, com oito gols cada um. “Até brinquei com o Kieza que só tinha sido um gol na bola parada e que estou chegando nele. Sempre tive a característica de chegar bem na frente”, ressaltou Lindoso.

Fonte: O Dia Online