Mais de uma vez os jogadores e técnico do Botafogo já disseram que a reta final do Campeonato Brasileiro é sempre mais difícil e equilibrada porque os objetivos de todas as equipes já estão traçados. Quase todas brigam por vagas na parte de cima ou para fugir da parte de baixo. Este ano, porém, a vida do Glorioso deve ser diferente.

Curiosamente, a maioria dos adversários que a equipe vai enfrentar pode não ter tantas aspirações quando chegar a rodada em questão. O Atlético-PR, neste sábado, por exemplo, está em 13º. A seis pontos da zona de rebaixamento e a seis posições do G7. O discurso, mesmo assim, é de cautela.

– Esse campeonato é muito difícil. Não tem jogo fácil. Temos que manter os pés no chão e fazer o nosso trabalho, que fizemos o ano todo. Vamos em busca dos nossos objetivos – garante Arnaldo.

Nas rodadas finais do Brasileirão, o Glorioso ainda terá o Atlético-GO, praticamente rebaixado, na 35ª rodada; o São Paulo, possivelmente já livre do rebaixamento, na 36ª; o Palmeiras, provavelmente sem chance de título e com a vaga na Libertadores encaminhada, na 37ª; e o Cruzeiro, já garantido no principal torneio do continente pelo título da Copa do Brasil, na 38ª.

Naturalmente, os confrontos contra São Paulo e Palmeiras podem vir a ser diretos na busca pela Liberta. Contra o Atlético-GO, será mais uma oportunidade de o time superar as dificuldades que vem tendo contra os times da parte de baixo da tabela, nesta temporada.

Fonte: Terra