O ano de 2014 será de eleições no Botafogo. E os bastidores da política alvinegra já começam a esquentar. Mesmo sem ter um candidato definido para apoiar, já que não pode se reeleger pela segunda vez seguida, o presidente Mauricio Assumpção tem a certeza de que o ídolo Túlio Maravilha, hoje desafeto do dirigente, apoiará algum candidato de oposição no pleito que deverá ser realizado no fim de novembro.

Os problemas entre o ex-camisa 7 e Assumpção começaram em junho deste ano, quando Túlio declarou que só voltaria a pisar em General Severiano depois que Mauricio deixasse o clube. Túlio culpou o presidente pelo fracasso do projeto “Túlio a 1000 – 7 gols de solidariedade”, criado para ele chegasse ao milésimo gol com a camisa do Botafogo.

– Não vi nele um empenho no projeto. Até que dei um basta e disse que não queria mais. Só vou retornar depois que ele sair. Ele poderia ser o presidente do milésimo – afirmou Túlio, ao LANCE!Net, na ocasião.

Fonte: Lancenet!