Nesta quarta-feira de cinzas, às 19h15, o Paraná terá mais um desafio na Copa do Brasil. Jogando em casa, no estádio Durival Britto, mais conhecido como Vila Capanema, o Tricolor recebe o Bahia de Feira, pela segunda fase da competição nacional. O SporTV transmite.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Na primeira fase da Copa do Brasil, as duas equipes passaram com certa tranquilidade por seus adversários. Jogando em Tocantins, com a vantagem do empate, o Paraná venceu o Palmas por 2 a 0 e garantiu a classificação.

Visitante nesta quarta-feira, o Bahia de Feira jogou em casa na primeira fase. Recebendo o Luverdense, a equipe não se amedrontou com a vantagem do adversário e venceu a partida pelo placar de 3 a 1.

Nesta fase, não há a vantagem do empate para nenhuma das equipes. Caso o confronto termine em empate, como a partida é disputada em formato de jogo único, a decisão se dará nos pênaltis. Quem passar, vai enfrentar o Botafogo, que despachou o Caxias nos pênaltis na segunda fase.

Paraná

Para a partida desta quarta, o treinador Allan Aal deve manter a mesma base do time que enfrentou o Operário na última rodada do Campeonato Paranaense, mas com prováveis mudanças no ataque. Caso o Allan mude, quem deve sair é o atacante Rodrigo Rodrigues.

Para a vaga, o comandante contará com Marcelo ou Gustavo Mosquito para o time titular. Além disso, Aal deve usar Raphael Alemão como homem de referência.

“O futebol é muito dinâmico. A gente procura tirar todo tipo de informação que possa acrescentar para os jogadores e para a partida de quarta-feira. Buscamos informações de todos os lados, de maneira legal”, disse o treinador em entrevista, após afirmar receber informações sobre o adversário.

Bahia de Feira

Esta será a terceira participação do Bahia de Feira na Copa do Brasil. Nas outras participações, em 2012 e 2014, a equipe chegou no máximo à segunda fase. Para o time baiano, a classificação significa um belo acréscimo aos cofres do clube.

Ao passar do Luverdense na primeira fase, o Tremendão garantiu R$ 1,1 milhão em premiação. Caso a equipe supere o Paraná nesta quarta-feira, garante mais R$ 1,5 milhão. Para a partida, o treinador Quintino Barbosa deve utilizar a mesma base das últimas partidas.

“O Bahia de Feira tem um time muito cascudo. É o que eu sempre costumo dizer, o jogo no Paraná vai ser difícil e o favoritismo é deles, por enquanto. Quando a bola rolar, o jogo será jogado e o favoritismo encerrará”, disse o comandante, confiante a na vitória da equipe baiana.

Fonte: Futebol Interior