Hoje quando estou sem sono sintonizo no SporTV, procuro algum jogo do Botafogo e é instantâneo….zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz. Como sonífero, o clube do meu coração tem funcionado muito bem. E o mais grave é quando ouço alguém falando que está sentindo falta do? Do? Do? Rafael Marques. Do Felipe Gabriel. Sei lá, o Botafogo está com espírito de time pequeno. Podem reclamar dizendo “lá vem o PC saudosista de novo”, mas a memória de General Severiano merecia mais respeito: Garrincha, Didi, Quarentinha, Amarildo, Zagallo, Nilton Santos, Heleno de Freitas, Otávio de Moraes, Afonsinho, Jairzinho, Gerson, Roberto Miranda, Carlos Roberto, Manga, Rogério, Zequinha, Leônidas, craques de todos os times, Selefogo, jogadores que ajudaram o Brasil a conquistar três Copas do Mundo! Onde está o trabalho de base? Quando veremos surgir algum talento, alguém que tempere nossos gramados e não nos faça ser vencido pelos bocejos. Quero o meu Botafogo de volta! Não quero mais assistir tantos jogadores medíocres vestindo a camisa do Botafogo. No mês passado estava no Sul e fui visitar o trabalho em uma escolinha local. Tinha um menino franzino que deitava e rolava nos grandalhões. No terceiro drible, o professor gritou para um zagueiro “rasgaaaa!!!”. Os meninos deviam ter, no máximo, 10 anos. Fui contido para não entrar em campo e acabar com aquela tourada. O futebol virou isso, o meu Botafogo virou isso, um time sem inspiração e que me dá um soninho….zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.

Fonte: Blog do Paulo Cezar Caju - O Globo Online