Um dos técnicos mais badalados dos últimos tempos, Pep Guardiola tem uma teoria curiosa, mas realista para definir os possíveis campeões de um torneio. Segundo o treinador, em seu livro “Guardiola Confidencial”, ‘o título se ganha nas últimas oito rodadas e se perde nas oito primeiras’.

Se a “Lei de Guardiola” funciona em todas as competições, certamente o Brasileirão é um exemplo de sucesso. Analisando os últimos campeonatos, desde 2006, todos os campeões estavam presentes entre os sete primeiros da tabela na oitava rodada do torneio. Ou seja, em nenhuma edição do Campeonato Brasileiro por pontos corridos com 20 times quem levantou o troféu no final estava abaixo da sétima colocação neste momento do certame.

Caso levarmos em consideração a “Lei de Guardiola” no Campeonato Brasileiro da atual temporada, alguns times apontados antes da competição como favoritos ao título vão estar fora da briga, casos de Atlético-MG (15º), Flamengo (11º) e Palmeiras (13º). Com isso, o campeão do torneio sairia da lista dos sete primeiros atualmente, composto por Corinthians, Grêmio, Coritiba, Santos, Chapecoense, Vasco e Botafogo.

E se a teoria do técnico catalão pode ser um presságio para quem está na parte de cima da tabela, não serve para dar tranquilidade para quem lidera a competição. Isto porque, desde 2006, apenas em duas oportunidades – Corinthians, em 2011, e Cruzeiro, em 2014 – o líder nesta altura do torneio levantou a taça.

O alerta está ligado para as equipes que começaram mal. Apesar disso, só se saberá quem vai se sagrar campeão ao final da competição. Mas, segundo Guardiola, já se pode colocar o olho em algumas equipes…

Fonte: Esporte Interativo