Rodrigo Pimpão é notabilizado por sua entrega e dedicação dentro dos treinos e jogos com a camisa do Botafogo. Ponto positivo para o atleta, que pecou por querer demais. A volúpia do atacante fez com que fosse expulso diante do Bangu, ainda no primeiro tempo da partida. O jogador já cumpriu suspensão, está liberado para jogar e aproveitou a oportunidade para se desculpar sobre o ocorrido.

– Realmente eu errei. Isso não pode acontecer, assumo isso, mas ao mesmo tempo eu conversei com meus companheiros, pedi desculpas, ainda mais por ter sido no primeiro tempo. O excesso de vontade me atrapalhou, tenho que controlar isso. Meus companheiros se desdobraram ao máximo e agradeci a cada um após o jogo pela partidas que fizeram.

De volta, Pimpão trabalha agora por uma responsabilidade ainda maior, o pedido de vitória contra o Resende feito pelo filho Davi. Cobrança do pequeno, mas que motiva ainda mais o pai dentro das partidas.

– Quando o filho pede a gente tem que se doar ao máximo. Vou entrar em campo com esse pensamento dele, mas com cuidado para que eu não repita a mesma situação da outra partida, É ter mais cuidado.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Rodrigo Pimpão:

DAVI NOS TREINOS COM O PAPAI 

– Legal para conhecerem esse nosso ambiente também. Queremos que tomem as próprias decisões deles, mas quem sabe podem se tornar jogadores também.

PAI ATACANTE E FILHO GOLEIRO?

– Ele gosta. Desde quando cheguei ao Botafogo ele tem essa admiração pelo Jefferson, depois pelo Sidão e agora pelo Gatito. Todo goleiro que chega ele pede uma luva, não sei mais o que fazer com tanta luva lá em casa. Se ele quiser ser goleiro eu vou deixar, não vou interferir nas escolhas dele.

Fonte: Site oficial do Botafogo