O fato de se classificar com antecedência para as semifinais do Campeonato Carioca não tornou o compromisso contra o Macaé, válido pela última rodada da primeira fase estadual, menos importante para o Botafogo. A formação de General Severiano poderá levantar o título da Taça Guanabara, caso triunfe sobre o Alvianil praiano e veja o Flamengo tropeçar diante do vice-lanterna Nova Iguaçu. A possibilidade de erguer o troféu fez o zagueiro Renan Fonseca pedir para não ser poupado pelo técnico René Simões.

Após golear o surpreendente Madureira, quarto colocado, por 4 a 1, no Engenhão, o Fogão se assegurou no estágio seguinte, fator que fez a comissão técnica pensar com cautela sobre a utilização de titulares contra a formação de Macaé. Porém, o defensor contratado junto ao Santa Cruz, que participou de todos os compromissos botafoguenses em 2015, quer estar em campo e discursou com ênfase, pedindo seriedade para os demais companheiros de plantel.

“Não quero ser poupado de jeito nenhum. É uma partida que vale título. Se vencermos o Macaé, e o Flamengo tropeçar, seremos campeões. Ou seja, vamos com força total. Se depender de mim, vou jogar e ajudar o Botafogo dentro das quatro linhas”, disse o zagueiro.

Além de exaltar a boa campanha botafoguense na Taça Guanabara, Renan Fonseca, no clube há três meses, disse estar inteiro para o compromisso diante do Macaé. O defensor, inclusive, recordou o período em que esteve de férias para reforçar a vontade de atuar na quarta-feira.

“Estamos felizes pela classificação antecipada, mas faremos o que estiver ao nosso alcance. Quarta-feira será uma final para nós e buscaremos a vitória. Vamos fazer o nosso papel. Além do mais, o ano só está começando. Fiz poucos jogos ainda, e lembro quando estava de férias, com muita saudade de jogar”, finalizou.

O compromisso diante do Macaé, que também será adversário botafoguense na Série B do Campeonato Brasileiro, ocorre nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no Engenhão.

Fonte: Terra