Após episódio de guerra entre as torcidas do Flamengo e Botafogo, no último domingo, e que resultou na morte de um torcedor, por causa da falta de policiamento, a PM se negou a informar nesta terça-feira o efetivo que será destacado para o jogo do Botafogo contra o Olimpia, pela Libertadores. A partida, válida pela Libertadores, será realizada nesta quarta-feira, no Engenhão.

Nesta segunda-feira, a PM admitiu que policiais do Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (Gepe) tiveram dificuldade em deixar o batalhão, em Deodoro, para ir ao Engenhão fazer a segurança da partida entre Flamengo e Botafogo.

Com pouco policiamento, as torcidas se enfrentaram antes da partida, nos arredores do estádio. A nota da PM diz que: “A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar esclarece que, por uma questão estratégica, não divulga o número do efetivo empregado”.

Informaram ainda que “o planejamento para o jogo de amanhã (quarta-feira) já está concretizado e adequado às necessidades do evento”. Sobre os jogos do final de semana, a PM afirmou que está em “fase de planejamento operacional a ser finalizado nos próximos dias”.

Fonte: Extra Online