A poucas horas da final entre Cruzeiro e Flamengo no Mineirão, a Polícia Militar de Minas Gerais prendeu, nesta quarta-feira (27), integrantes de torcidas organizadas de Flamengo e Cruzeiro em uma reunião com drogas e armas de fogo, em um sítio em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte.

A reunião entre a torcida Pavilhão Independente do Palmital, do Cruzeiro, e Torcida Jovem, do Flamengo, seria para realizar uma armadilha contra a torcida rubro-negra conhecida como Raça Fla. Segundo informações da Polícia Militar de Minas Gerais apuradas pela equipe de reportagem do Esporte Interativo, foram aprendidas 36 pessoas ao todo. Destas, 27 homens e nove mulheres, sendo quatro menores de idade.

“Foram 27 homens, nove mulheres, sendo que cinco maiores de idade e quatro menores. Além de arma de fogo, encontramos uma grande quantidade de drogas. A informação que recebemos é que eles estavam reunidos para arrumar emboscada para a torcida Raça-Fla”, afirmou o sargento Estevão, responsável pela operação.

Na ação, a Polícia de Minas Gerais prendeu Rodrigo Rubens Vitor, o Quick, de 35 anos. Ele foi um dos acusados de matar um torcedor do Botafogo em Bento Ribeiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro, no dia 16 de julho de 2016, e estava foragido da Justiça.

Fonte: Esporte Interativo