A Polícia Militar registrou neste sábado um furto na bilheteria do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, que recebeu o clássico Botafogo e Flamengo, pela 5ª rodada da Taça Guanabara. Em boletim de ocorrência, o advogado da empresa realizadora da partida, Ricardo Caldeira, relatou que houve furto de R$ 11.500 na bilheteria 2 do portão 8. A suspeita é de que uma menor, de 17 anos, que trabalhava no local, teria fugido com o dinheiro instantes antes de a partida começar. O nome da empresa não foi informado.

Conforme anunciado no sistema de som do estádio, a partida em Juiz de Fora teve 16.150 pagantes, com renda de R$ 811.510. A assessoria do Botafogo, mandante da partida, confirmou que o evento havia sido vendido a uma empresa e que o pagamento dos valores acertados normalmente é feito já na assinatura do contrato.

A Secretaria de Esporte e Lazer de Juiz de Fora, que administra o estádio, informou por meio de assessoria que toda a operação das bilheterias e acessos através das catracas eletrônicas foi de responsabilidade exclusiva da empresa que organizou o evento, conforme contrato. A reportagem procurou o advogado da empresa, mas ele não atendeu às ligações.

Fonte: Tribuna Hoje