Portuguesa luta contra o Z-4, mas Seedorf avisa: ‘Não tem time fraco no Brasil’

Compartilhe:

Depois de duas derrotas em sequência, o Botafogo vê a sua missão de conquistar uma vaga na Libertadores ficar ameaçada. A torcida já intensificou a pressão e criou um clima de decisão para o jogo desta quarta-feira, contra a Portuguesa, no Maracanã. Uma vitória em casa é fundamental para os planos alvinegros, já que um resultado negativo carrega o risco de deixar o G-4, o que não acontece desde a quinta rodada.

Líder do time e porta-voz do elenco na conversa com os torcedores que invadiram o Engenhão na segunda-feira, Seedorf sabe da importância deste duelo, mas não acredita em vida fácil, apesar de a Lusa não fazer uma boa campanha e lutar contra o rebaixamento.

O camisa 10 disse que, apesar de jogar em casa, a responsabilidade não é maior do Bota em comparação com o adversário.

– A Portuguesa é um time que está lutando para sair de baixo, e nós brigamos para conseguir nosso objetivo. Dependemos apenas de nós. A responsabilidade é a mesma, não tem time fraco no Brasil. Todos podem ganhar de todos. Eles fizeram um grande jogo contra o Grêmio, e contra nós também (vitória alvinegra por 3 a 1, no Canindé), especialmente no primeiro tempo – analisou o craque holandês.

O Botafogo é o quarto colocado do Brasileiro com 53 pontos. O Glorioso é perseguido pelo Goiás, que tem os mesmos 53 pontos, e o Vitória, que está com 51. A meta alvinegra é ultrapassar o Grêmio, que está com 54, na terceira posição.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários