Jefferson ainda está em recuperação de uma cirurgia no braço feita no final do ano passado e a previsão de volta do goleiro do Botafogo é na metade deste ano. E depende do desempenho do próprio time para ainda sonhar em jogar a edição 2017 da Libertadores.

Para o preparador de goleiros do Fogão, Flávio Tenius, a chance do ídolo botafoguense jogar a Libertadores existe, mas colocou na evolução do atleta até sua volta aos gramados a possibilidade disto acontecer.

“Ele (Jefferson) está agoniado e eu fico agoniado por ele e pelo Botafogo. Mas quem sabe ele joga a Libertadores? Por que não? A competição vai até novembro. Ele está ansioso, mas feliz. Agora está vendo evolução, está muito confiante e as coisas estão andando bem. Mas me coloco no lugar dele. O Jefferson está impedido de fazer o que ele gosta. Comecei a trabalhar com ele aos 17 anos, lá no Cruzeiro e ele foi titular com 17, 18 anos, tudo sem problema de lesão”, declarou Tenius segundo o Globoesporte.com

O preparador também comentou a situação do goleiro, que ainda não está liberado para trabalhar em campo. Sem dar prazos para a volta do arqueiro, Tenius afirma que o time tem de correr contra o tempo para garantir a volta de Jefferson.

“Aos poucos, vamos começando a trabalhar. Ele operou há dois meses, vai levar mais uns 15 a 20 dias para cicatrizar totalmente. Aí, paralelamente ao reforço no braço, vamos começar a trabalhar o resto. A questão física, cardiorrespiratória e muscular. Quando ele estiver recuperado do braço e liberado, não precisamos começar do zero. Vai correr, fazer musculação, trabalhar com os pés para tentar diminuir ao máximo o tempo de retorno. Não dá para ter uma previsão, mas temos que ter muito cuidado porque não podemos perder mais tempo”, analisou.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com