Na reestreia do estádio Almeidão, o Botafogo da Paraíba marcou um jogo com o Botafogo do Rio de Janeiro, mas a partida não ocorreu devido o clube carioca que, recebeu o dinheiro, 1 milhão de reais, mas não passou aos jogadores. Desta forma, os atletas se negaram a entrar em campo, também não ressarciu o dinheiro investido pelo seu xará paraibano, que resultou em mais uma ação na justiça, ainda no mandato de Mauricio Assumpção.

”Nós somos chamados de genérico do Botafogo, questão de simpatia. Tivemos problemas sérios por causa desse jogo, afinal foi vendido os ingressos para o Botafogo, mas não ocorreu. Mesmo com o jogo, torcedores entraram na justiça para ter o dinheiro de volta. Nós torcemos pela melhora na situação do Botafogo, mas estamos organizando o clube e tiramos os documentos corretos, pagamos nossos jogadores, contribuições e impostos. Vamos ver até onde podemos jogar, será uma grande partida, além da atração, já que estamos com um time bom, forte, competitivo” – disse Zezinho Paraíba, deixando claro que o setor jurídico do Botafogo  está tratando a situação.

”Não converso sobre esse assunto, mas o departamento jurídico do clube está trabalhando. Já tivemos parceria durante anos, mas se encerrou. Entramos na justiça por nossos direitos.

Quanto ao jogo, o diretor de futebol acredita que o jogo terá de respeito da torcida anfitriã ao clube carioca.

”Aqui também existe a rivalidade que ocorre como em qualquer lugar do Brasil. O torcedor do Botafogo da Paraíba é o mesmo do torcedor do Botafogo do Rio de Janeiro. Queremos resolver a situação financeira, mas com certeza a torcida vai comparecer e apoiar, com respeito pelas duas equipes” – disse José, esperando um jogo difícil contra o Botafogo-RJ.

”Não altera o Botafogo na segunda divisão. Pegamos o Goiás na Copa do Brasil e superamos o clube, mas fomos eliminados no segundo pelo Santa Cruz. Tenho certeza que o Botafogo vai ser um adversário difícil, eles vão querer mostrar serviço e virão com tudo” – encerrou.

Fonte: Super Rádio Tupi