O presidente Jair Bolsonaro está no Pacaembu para assistir ao confronto entre Palmeiras e Botafogo deste sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Perguntado sobre um palpite para o jogo, ele apostou em 3 a 0, mas não disse para quem.

– Não vou dar palpite de escalação para o pessoal não dizer como vou escalar meus ministros, tá certo? Mas eu fui atleta de futebol até os 17 anos e sei da dificuldade. Só não sei se seria um bom técnico hoje em dia, mas o que vejo muito é o começo do jogo. O time que se impõe tem vantagem. E às vezes um time de menor qualidade. Palmeiras e Flamengo são os que têm a maior folha de pagamento no Brasil. Agora eu sou palmeirense e acho até que, no momento difícil que estamos vivendo, a oito pontos do líder, é hora de vir prestigiar – afirmou o político.

Acompanhado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, Bolsonaro falou que seu contato no Palmeiras é Felipe Melo, que está suspenso neste sábado:

– O meu contato aqui é um tal de Felipe Melo. Alguém conhece ele aí? Ele reclamou comigo essa semana. Eu falei: “Pô, não vai jogar?” Ele falou: “Depois de cinco jogos me deram um cartão aí que eu não fiz nada, como sempre”. Ele é que falou. “Estou mais calmo hoje em dia.”

Torcedor do Palmeiras, Jair Bolsonaro tem dois filhos que torcem pelo Botafogo: o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador licenciado Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

– Eles nasceram no Rio de Janeiro. O mais velho (o senador Flávio Bolsonaro, do PSL-RJ) é vascaíno, os outros dois são botafoguenses e o 04 (Renan, de 21 anos) é tricolor (risos) – disse.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com