O mesmo vai acontecer na seleção brasileira sub-20. Com passagem pela sub-17, Matheus foi convocado pela primeira vez pelo técnico Rogério Micale, na última sexta-feira — foi o único atleta do Botafogo. Ele vai disputar o Quadrangular de Seleções, mês que vem, em Talca, no Chile. É um torneio amistoso, com a participação de Chile, Equador e Uruguai.

— Me deram parabéns no grupo de Whatsapp da base do Botafogo, mas eu não sabia o motivo. Foi algo inesperado, não criei expectativa para depois não ficar frustrado — lembra Matheus: — Logo em seguida avisei a minha família, e eles fizeram a festa.

Na tarefa de conciliar a escola com a carreira nos campos, Matheus — que está no terceiro ano do ensino médio — conta com os conselhos e os puxões de orelha dos pais, Reinaldo e Roseli, com quem mora em Itaboraí (RJ), cidade onde nasceu:

— É difícil, tem dia que chego de viagem e bate a preguiça. Mas minha mãe não dá mole e me coloca para a aula. Se Deus quiser, termino o ensino médio esse ano.

Matheus tem contrato profissional com o Botafogo até 2017, e deverá voltar a treinar na equipe de cima nos próximos dias. Enquanto não tem sua primeira chance de jogar no time de Jair Ventura, e sonha com a Libertadores do ano que vem.

— A vaga é realidade. Quem não sonha com uma oportunidade desse tipo?

Fonte: Extra Online