Matheus Fernandes é um dos jovens da base alvinegra com o nome frequentemente envolvido em especulações, o que não deixa de ser um fator positivo para um jogador que está crescendo no Botafogo e no cenário nacional. Só que antes de pensar em sair, buscar o futebol no exterior, Matheus Fernandes demonstrou sua gratidão e orgulho em vestir a camisa alvinegra. Questionado se estava apreensivo com a proximidade do fim da janela de transferências internacionais, o jovem foi enfático em entrevista coletiva concedida no Estádio Nilton Santos.

– Acho que isso não importa muito. Hoje eu jogo num grande clube brasileiro e aqui é a minha casa. Na hora que tiver que sair vai acontecer. O clube também sabe o que está fazendo também, se a proposta é boa, se é o melhor para ambas as partes. A minha vontade é jogar e hoje estou feliz no Botafogo – disse Matheus Fernandes.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Matheus Fernandes:

FOCO NO RETURNO

– É o momento para paramos para pensar no que estamos fazendo e treinar um pouco mais. Não temos como escolher, todos os times dão trabalho. Temos perdido alguns jogos para esses times da parte de cima, mas agora temos que mudar a chave. O nosso trabalho faz acreditar, não posso duvidar do nosso trabalho. Contra o Atlético tivemos oportunidades, mas não convertemos em gols. Temos que seguir aproveitando que as coisas vão acontecer.

PRONTO PARA TUDO

– Hoje no futebol ninguém prefere mais jogar de primeiro ou segundo, tem que estar bem para fazer as duas. Tenho que mostrar a minha qualidade e procurar ajudar meus companheiros. Claro que tenho alguns defeitos que o Lindoso talvez me corrija da melhor forma, mas também trabalho bem com os demais jogadores.

VIRAR A CHAVE

– Acho que passamos por um momento difícil, com troca de treinadores e mexeu um pouco com a nossa cabeça. O Zé chegou, organizou o time e temos tudo para melhorar nesse segundo turno. Sofremos também aquele gol no fim contra o Paraná, acontece, são coisas do futebol. Agora temos que virar a chave e pensar em evoluir.

CORRIGIR AS DEFICIÊNCIAS

– O nosso time sempre teve uma boa marcação e tem que ter isso. Temos um padrão e começamos a trabalhar um pouco mais a parte ofensiva, coisa que temos pouco. Agora é uma questão de confiança nossa no Zé e dele em nós para as coisas acontecerem.

MUDANÇA COM RESULTADO

– Acho que é mais a liberdade com os atletas. Muda mais o perfil de trabalho e vamos nos adaptando para reverter em resultados.

O próximo desafio do Botafogo no Campeonato Brasileiro será diante do Pameiras, quarta-feira, no Alianz Parque, em partida que abre o returno da competição. O Glorioso ocupa a 12ª colocação.

Fonte: Site oficial do Botafogo