Botafogo e Madureira se enfrentam na próxima segunda-feira, pela segunda rodada da Taça Rio. O jogo é crucial para o Alvinegro manter o sonho de disputar as finais do Campeonato Carioca. Com um ponto no Grupo C, a equipe está cinco atrás de Flamengo e Cabofriense, que ocupam as duas primeiras colocações.

O histórico entre as duas equipes é amplamente favorável ao Botafogo. Em 143 jogos na história, são 102 vitórias para o Glorioso, 25 empates e apenas 16 derrotas. Mas um confronto foi mais do que especial para os botafoguenses.

TÍTULO CARIOCA APÓS NOVE ANOS

Em 2006, o Campeonato Carioca estava em sua 100ª edição e acabou reservando algumas surpresas. Na Taça Guanabara, o Botafogo foi campeão após vencer o América por 3 a 1. Na Taça Rio, a final foi entre Madureira e Americano. Vitória do Tricolor Suburbano por 1 a 0.

A grande decisão entre Botafogo e Madureira foi disputada em duas partidas no Maracanã.

Na equipe Alvinegra, nomes como Rafael Marques, Scheidt, Ruy, Diguinho, Lúcio Flávio, Zé Roberto, Reinaldo e o ídolo Dodô. O artilheiro dos gols bonitos, é claro, era o grande destaque. Ele terminou a edição de 2006 como artilheiro, tendo anotado nove gols.

Pelo lado do Madureira, alguns jogadores consagrados no futebol carioca, como o zagueiro Odvan, bicampeão brasileiro e campeão da Libertadores pelo Vasco, e o meia Djair, tricampeão carioca com o Botafogo. Na equipe também tinham nomes que viriam a se consolidar no futebol brasileiro, como o atacante André Lima, com boas passagens pelo Glorioso, e o volante Maicon, campeão da América com o Grêmio.

DODÔ RESOLVE!

O jogo de ida aconteceu no dia 2 de abril e o Botafogo venceu por 2 a 0. Aos 21 minutos do segundo tempo, o atacante Reinaldo limpou a marcação e acertou um belo chute da entrada da área para abrir o placar. Seis minutos depois, Joílson aproveitou cruzamento rasteiro e completou de primeira para o fundo das redes.

Em 9 de abril as equipes se reencontraram no jogo de volta. E o que se viu foi um show de Dodô. Aos 18 minutos de jogo, o atacante recebeu a bola na intermediária e arriscou um lindo chute, marcando um golaço. No início do segundo tempo, Zé Roberto tocou na saída do goleiro e Dodô completou para o gol, ampliando o placar. Aos 12 minutos da segunda etapa, Fábio Júnior ganhou de três marcadores e chutou com categoria para diminuir. Mas 23 minutos depois, Reinaldo freou a reação do Madureira com um chute rasteiro no cantinho, colocando 3 a 1 no placar, e dando números finais à decisão.

O título do Campeonato Carioca em 2006 foi muito comemorado pelos botafoguenses, que não levantavam o trofeu do campeonato estadual desde 1997.

Fonte: Terra