Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

20/06/21 às 16:00 - Aflitos

Escudo Náutico
NAU

X

Escudo Botafogo
BOT

Série B

17/06/21 às 19:00 - Do Café

Escudo Londrina
LON

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT
Ler a crônica

Série B

13/06/21 às 16:00 - Raulino de Oliveira

Escudo Botafogo
BOT

3

X

0

Escudo Remo
REM
Ler a crônica

Quatro vitórias, cinco técnicos, 26 contratações e só três gols de estrelas: os números ‘trágicos’ que culminaram no rebaixamento do Botafogo

9 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

José Welison em Botafogo x Sport | Campeonato Brasileiro 2020
Reprodução/Premiere

O Botafogo está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta (5), a derrota, que levaria o Glorioso à segunda divisão, veio. Jogando em casa, o clube carioca foi superado pelo Sport, em gol de pênalti de Iago Maidana, e voltou a divisão de acesso do Brasileirão.

No entanto, apesar das quatro rodadas de antecedência que confirmaram o rebaixamento do Glorioso, a queda do clube carioca foi escrita a partir dos péssimos números acumulados ao longo da competição.

O primeiro quesito negativo que chama atenção é a quantidade de técnicos que o Alvinegro somou durante a temporada. Começou 2020 com Alberto Valentim, depois passou por Paulo Autuori, Bruno Lazaroni, Ramón Díaz e caiu com Eduardo Barroca.

Dos cinco nomes, um deles nem chegou a, definitivamente, estrear no comando do clube de General Severiano. O argentino Ramón Díaz foi apresentado, mas, por conta de um problema de saúde, teve que passar por um procedimento cirúrgico e seu filho, Emiliano Díaz, foi quem comandou o Botafogo.

Outras frustrações do Glorioso no Brasileirão foram com as contratações de Keisuke Honda e Salomon Kalou. Ambos foram apresentados como estrelas, mas renderam pouco e ajudam a representar o fracasso do clube ao longo da temporada. Ao lado deles, o clube trouxe, contando com os que já até saíram durante o ano de 2020, 26 jogadores, ao todo.

O japonês entrou em campo 27 vezes, marcou apenas três gols, dois deles no Brasileirão, e deixou o clube após a 26ª rodada, quando se machucou contra o Coritiba e, dias depois, optou por rescindir o contrato.

Kalou, que chegou para a disputa do Brasileirão, fez apenas um gol em 27 jogos com a camisa do Glorioso. Deste, foi titular em 13. A tendência é que, com a queda, o marfinense entre em acordo com a diretoria e deixe o Alvinegro por conto do alto salário recebido.

Das 34 rodadas disputadas até o momento, o Botafogo venceu apenas quatro. As vitórias foram contra Atlético-MG, Palmeiras, Sport e Coritiba. Destas, duas em casa. Isso também faz o clube carioca ser o pior mandante da atual edição.

Com 28 gols marcados, os comandados por Eduardo Barroca têm o segundo pior ataque da competição, perdendo só para o Sport, que tem 27. Em relação à defesa, o Botafogo tem a terceira pior, com 53 gols sofridos. Perde apenas para Bahia e Goiás, com 55 e 57 tentos.

Fonte: ESPN Brasil

Notícias relacionadas
Comentários