Computados todos os jogos do mês de fevereiro, Renato Gaúcho, do Grêmio, segue na ponta e é o melhor técnico do Brasil no ranking O Globo/Extra de treinadores, que mede o desempenho nos últimos 12 meses. Contando só o último mês, no entanto, Levir Culpi, do Atlético-MG, Zé Ricardo, do Botafogo e Alberto Valentim, do Vasco, foram os que mais se destacaram.

Com desempenho de 100% no mês jogando pelo Campeonato Mineiro, Levir Culpi ainda fez o Atlético-MG passar de duas fases na Libertadores, competição que dá mais pontos. Foi o treinador que mais pontuou no mês. No ranking geral, ele subiu de 51º para 24º no quinto mês de trabalho no clube mineiro.

Renato, Felipão e Mano Menezes seguem na frente do ranking geral
Renato, Felipão e Mano Menezes seguem na frente do ranking geral Foto: Arte/Infografia

Entre os treinadores empregados, Zé Ricardo (9º no ranking geral) foi o pior de janeiro. Deu a volta por cima em fevereiro e se tornou o segundo melhor do mês. Foram cinco vitórias e um empate em seis jogos com o Botafogo, além de duas classificações na Copa do Brasil e uma Sul-Americana. Campeão da Taça Guanabara, Alberto Valentim (11º no geral) foi o terceiro melhor. Em janeiro, Jorge Sampaoli (32º) tinha sido o melhor, mas não conseguiu repetir o feito no mês passado.

No ranking total, os seis primeiros não se alteraram. Renato segue líder, perseguido de perto por Felipão, do Palmeiras, e Mano Menezes do Cruzeiro. Dos seis primeiros, cinco estrearão na Libertadores em março, o que deve definir a liderança no próximo mês. Fábio Carille, do Corinthians, fora da Liberta, mas vivo na Sul-Americana e na Copa do Brasil, saiu de 10º para 7º, o que mais cresceu entre os dez primeiros.

Ranking dos treinadores de fevereiro de 2019
Ranking dos treinadores de fevereiro de 2019 Foto: Editoria de Arte

COMEÇA O FESTIVAL DE DEMISSÕES

Se em janeiro nenhum time trocou de treinador, em fevereiro foram oito (o ranking conta apenas equipes de Série A e B). Único da elite a mudar seu comandante, o São Paulo tirou André Jardine (55º) e se acertou com Cuca (17º), que só assume em abril. Enquanto isso, vai de Vágner Mancini (33º) interinamente.

Sport, Ponte Preta, Coritiba, Brasil-RS, São Bento, Botafogo-SP e Vila Nova-GO. Na Série B, sete dos 20 times, ou seja, 35% das equipes, trocaram de técnico em fevereiro. O contratado mais bem ranqueado foi Guto Ferreira (21º), que acertou com o Sport. Ele estava desempregado desde que foi demitido da Chapecoense, em outubro do ano passado.

Entre os ainda desempregados, Roger Machado (8º) é quem está mais bem posicionado, mas precisa de um trabalho novo, já que suas maiores vitórias foram no começo do ano passado e esse pontos sumirão nos próximos meses. O ranking só conta os resultados do futebol brasileiro, mas o uruguaio Diego Aguirre (10º) é o estrangeiro mais bem ranqueado. Os pontos foram conquistados no trabalho no São Paulo, ano passado, entre março e outubro.

Regulamento do ranking O Globo/Extra
Regulamento do ranking O Globo/Extra
Fonte: O Globo / Extra