Reforço do Botafogo e ex-camisa 10 do Milan, Honda foi lapidado por técnico brasileiro

Reforço do Botafogo e ex-camisa 10 do Milan, Honda foi lapidado por técnico brasileiro Reprodução

Reforço do Botafogo para 2020, Keisuke Honda começou a carreira no Japão como jogador sob os olhos de um brasileiro. No início dos anos 2000, com apenas 15 anos de idade, o meia foi treinado por Fahel Júnior, em uma escola japonesa chamada Seyrio Koko de Kanazawa.

Eu fui para o Japão jogar futebol em 1991 e trabalhava em algumas empresas. Depois, virei treinador em uma escola. O Honda foi meu aluno no time entre 2000 e 2002, porque lá quase não tem categorias de base nos clubes. Os colégios são muito fortes no esporte”, afirmou Fahel ao ESPN.com.br.

Ainda muito novo, o japonês sempre se destacou entre os companheiros. Não só pela liderança técnica, mas também pela liderança comportamental com os colegas.

“Ele tinha 15 anos e estava em fase de formação. Era um molecão, mas já era destaque do colégio e vários times queriam ele. Sempre foi um líder e falava muito dentro de campo. Ele passou um tempo morando na Argentina jogando antes do colégio, bem garoto mesmo”, completou o treinador.

O técnico brasileiro lembra que ajudou a melhorar uma deficiência do garoto.

Fonte: ESPN.com.br