Com a possível classificação para a Libertadore de 2017, o Botafogo busca reforços para o seu elenco. O meia argentino Walter Montillo, ex Cruizeiro e Santos, está sendo especulado como um dos desejos da diretoria do clube, que vê nele um bom nome para ajudar Camilo na armação. O clube carioca deve se encontrar com o empresário do jogador para fazer uma proposta ainda nesta semana.

Figura conhecida da torcida brasileira quando, Montillo virou assunto quando, na Libertadores de 2010, fez ótimas partidas pela Universidade do Chile e marcou um belo gol de cobertura que eliminou o Flamengo da competição.

Ainda naquele ano, vários clubes brasileiros se interessaram na contratação do jogador, entre eles o próprio Flamengo. Quem ganhou a corrida foi o Cruzeiro, e, no dia 15 de agosto de 2010, Montillo estreava com a camisa azul da Raposa.

No time mineiro o argentino viveu uma das melhores fases da carreira. Logo em sua primeira temporada, teve uma média de gols mais alta do que em seus clubes anteriores, além de ser o cérebro do meio-campo cruzeirense. No fim do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Cruzeiro deixou escapar o título e terminou na segunda colocação, mas Montillo recebeu o Troféu Armando Nogueira, como melhor jogador da competição.

A boa fase que vivia acabou resultando na sua primeira convocação para a seleção Argentina, no Superclássico das Américas de 2011. Antes, o jogador só tinha defendido seu país nas divisões de base. Com a grande oferta de craques no meio argentino, Montillo acabou não permanecendo na seleção por muito tempo, fazendo apenas quatro jogos com a camisa argentina.

As duas temporadas seguintes permaneceu no Cruzeiro com regularidade de boas atuações. Em 2011, mesmo com o quase rebaixamento do time, Montillo se destacou e recebeu a Bola de Prata da revista Placar, como um dos melhores meias do campeonato. Em 2012 realizou seu jogo de número 100 pelo clube e teve seu contrato renovado até 2015. Isso não evitou, porém, que em 2013, o Santos contratasse o meia como o reforço mais caro da história do time, na época.

Sua passagem pelo time do litoral paulista foi apagada e não correspondeu às expectativas. O futebol do argentino não agradou ao técnico Muricy Ramalho e no final da temporada, o meia foi vendido para o clube chinês Shandong Luneng.

Camisa 10 no time chinês, Montillo permaneceu como titular durante os três anos que passou no país e conquistou a Copa da China de 2014. Na temporada atual, o meia se destacou e marcou 13 dos 21 gols que anotou durante todo o seu tempo de contrato. Mesmo sem jogar os último jogos do Campeonato Chinês por conta de uma lesão, o meia argentino foi homenageado pela torcida do Shandong pelo fim de seu contrato, que termina no próximo mês de janeiro.

Com o término do compromisso de Montillo com o clube chinês, ele está liberado para assinar com outras equipes sem custos de transferência. Esse fato, somado à vontade do argentino de jogar no Rio de Janeiro, atraiu a atenção do Botafogo, que deseja contratar o meia de 32 anos para a próxima temporada.

Apesar da idade, o talento e a experiência de Montillo, além do fato de já conhecer bem o futebol brasileiro, fazem do jogador uma boa possibilidade de reforço para a temporada de 2017. Resta saber se no Campeonato Brasileiro, mais competitivo que o chinês, o argentino conseguirá manter o bom rendimento de 2016.

Fonte: O Globo Online