Renan faz 100 jogos pelo Bota e quer apagar rótulo de garoto

Compartilhe:

Aos 24 anos, muitos jogadores ainda podem ser considerados garotos ou promessas. Mas Renan não. No time profissional do Botafogo há cinco temporadas o goleiro completa, hoje, diante do Corinthians, às 21h50, no Maracanã, em jogo com transmissão em tempo real pelo LANCE!Net, nada mais, nada menos, que 100 jogos pelo Alvinegro. Um número representativo, capaz de comprovar, de uma vez por todas, que o rótulo de menino já não serve mais ao camisa 22.

Tendo passado por inúmeras adversidades na carreira, Renan conversou com a reportagem do L!Net e expôs preocupações, certezas e, principalmente, orgulho do que se tornou. De acordo com o arqueiro, o momento para mudar de patamar já chegou:
– Hoje me sinto preparado para que parem de me chamar de garoto. Casei cedo e foi uma escolha minha, me deu força para ser quem eu sou. Como pai, marido e jogador estou pronto. Eu garanto. Mas as pessoas enxergam um rosto cheio de espinha e pensam que eu sou garoto ainda. Mas com 30 anos eu vou ter espinha, pô (risos).

Maduro e consciente da identificação que tem com o Botafogo, Renan lembra momentos de dificuldade na vida e projeta o futuro:

– Passei por algumas dificuldades em busca do meu sonho. Acordava às 5h30 e chegava em casa 19h30 em razão dos treinos. Mas acho que isso me engrandeceu como pessoa e acabei ganhando espaço no clube. Hoje estou pronto para a vida adulta. Quero ver minha família cada dia mais feliz e me realizar profissionalmente.



Fonte: Lancenet!
Comentários