Recuperado da lesão muscular na coxa esquerda, o meia Renatinho espera enfim ter sequência no Botafogo. O jogador, que não atua desde a partida contra o Atlético-MG, dia 19 de agosto, foi contratado no início do ano após se destacar em 2017 pelo Paraná. Chegou cercado de muita expectativa já que foi o grande nome do time que conseguiu o acesso para a Série A. Preferiu o Botafogo, mesmo sendo disputado por alguns clubes do exterior, além do rival Vasco. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, Renatinho explicou a escolha pelo Glorioso.

“Tenho a pretensão de jogar fora do Brasil. Meu representante chegou a receber algumas sondagens, mas achei melhor, para minha carreira, ainda permanecer aqui. E não pensei duas vezes em vir para o Botafogo, porque é um grande clube, a visibilidade aqui é muito boa. Dificilmente um jogador vai errar numa escolha como essa, por se tratar do Botafogo. Estou muito feliz e tenho muito ainda a mostrar para a torcida. Entrego sempre minhas decisões nas mãos de Deus e espero dar muitas alegrias ao torcedor”.

Em pouco tempo de Botafogo, Renatinho conquistou o Campeonato Carioca atuando nos dois jogos da decisão. Converteu inclusive um dos pênaltis que deu o título ao Glorioso, o primeiro da carreira.

“Meu início de ano não poderia ter sido melhor. Em quatro meses, fui campeão carioca e tive o privilégio de poder cobrar um pênalti, uma responsabilidade grande, um clima fantástico, Maracanã lotado. Pode ter certeza de que ficará guardado para sempre na minha memória. Creio que foi um cartão de visitas para os nossos torcedores, deu para mostrar um pouco do meu futebol e da minha personalidade em campo”.

Na ocasião o técnico Zé Ricardo levou a pior, já que comandava o Vasco. Agora Renatinho está ao lado do treinador, com quem é só elogio.

“As ideias dele me agradam muito, no sentido de entender e fazer boas leituras de jogo. É um cara muito inteligente, moderno, com uma mentalidade mais inovadora, arejada. É atualizado, gosta de dinâmica com a bola, sem confundir velocidade com pressa. Aos poucos, está nos passando isso e estamos melhorando. Nossa postura já está sendo diferente. Dia a dia, jogo a jogo, tenho certeza de que as coisas só vão melhorar”.

Briga por posição

Renatinho foi relacionado para o jogo deste domingo, contra o então líder São Paulo, no Nilton Santos. Entretanto, terá que reconquistar o seu espaço no time titular após um tempo no departamento médico. A concorrência é grande, porém o meia encara com naturalidade essa disputa por posição.

“Acho natural do futebol, tem que ter essa disputa, mas de forma saudável. Nos treinamentos e jogos, é tentar ser melhor do que o companheiro, mas não é pisando ou sendo desonesto. Temos que trabalhar sério, mostrar o nosso valor. Isso existe em qualquer lugar, o futebol necessita disso. Quanto mais difícil essa disputa, melhor.

Fonte: Esporte 24 Horas