Willian Arão se encontrou no Botafogo. Depois de passar por três clubes em apenas dois anos, o volante conseguiu o papel de protagonista no Alvinegro e tem comandando o time rumo à Série A do Brasileiro. Além de se destacar pelo jogo limpo na marcação, o camisa 8 achou o caminho do gol e vive fase de artilheiro pela primeira vez na carreira — já balançou a rede quatro vezes na temporada, situação inusitada para quem tinha só um gol como profissional.

Sábado, contra o Vitória, Willian Arão marcou seu segundo no Brasileiro e despontou como principal marcador da equipe, deixando para trás os atacantes Bill e Pimpão. O ótimo momento tem merecido elogios de René Simões. O treinador é um admirador da dinâmica que o jogador imprime ao time.

“Ele tem se destacado não apenas pelos gols. É até difícil falar do Arão, um atleta que joga limpo, joga bonito, comete poucas faltas e não recebe cartões. É muito legal ver isso. Ele é um jogador que vai crescer muito. Fico muito feliz”, revelou o treinador após o triunfo no Nilton Santos.

Em 27 partidas disputadas este ano, Arão levou apenas um cartão amarelo. Fato raro para um volante que tem como principal função desarmar os adversários. Sua importância para o Botafogo é tão grande que René Simões acredita que a decisão do Carioca contra o Vasco teria outro resultado se ele não tivesse sofrido uma contusão ainda no primeiro tempo.

Aos 23 anos, o volante tem conseguido colocar em prática o que aprendeu quando integrou o vencedor grupo do Corinthians, que conquistou a Libertadores e o Mundial em 2012. Willian era reserva e não tinha tantas oportunidades, mas convivia com jogadores experientes.

Antes de chegar ao Botafogo, Arão passou por Portuguesa, Chapecoense e Atlético-GO, sem o mesmo destaque da atualidade.

Renan na vaga de Jefferson

Jefferson se apresenta hoje à Seleção, na Granja Comary, para o período de preparação para a Copa América, que será disputada no Chile. Se o Brasil chegar à decisão, o capitão desfalcará o Botafogo em seis partidas da Série B.

Assim como no Carioca, quando o camisa 1 passou por uma cirurgia no joelho direito, Renan assumirá a meta alvinegra, com total confiança dos companheiros e de René Simões.

A Seleção ficará em Teresópolis até sábado. No domingo, fará amistoso com o México, em São Paulo e, no dia 10, com Honduras, em Porto Alegre. A estreia na Copa América será no dia 14, diante do Peru. A competição será a primeira de Jefferson como titular.

Fonte: O Dia Online