As dificuldades financeiras vividas desde 2014 e a queda à Série B do Campeonato Brasileiro tiraram do Botafogo alguns dos seus principais jogadores. Mas o goleiro Jefferson, capitão e maior ídolo do clube, segue em alta com a torcida. Menos de um mês após renovar contrato até 2017, o camisa 1 brilhou na estreia pelo Campeonato Carioca com uma linda “caneta” sobre o atacante Anselmo, do Boavista, gerando um brado imediato das arquibancadas de São Januário.

“Eu faço o que passa rápido na cabeça. Quando cortei para a direita, olhei, estava sem opção de zagueiro e só podia fazer aquilo”, explicou o goleiro após a partida.

Não foram só os torcedores que se “derreteram” pelo lance. Em entrevista coletiva, o técnico René Simões descreveu o drible como um momento digno de um jogador titular da seleção brasileira.

“Só o titular da Seleção pode fazer aquele lance. Outro não pode. Ele anteviu o cara de pernas abertas e fez a jogada. Só quem lida com Jefferson sabe o que é a cabeça dele, o foco que ele tem”, elogiou.

O lance fatídico aconteceu aos 42 minutos de jogo, após um primeiro tempo de poucas chances de gol e fraca atuação do Botafogo. O time voltou melhor para a etapa final e chegou à vitória por 1 a 0 com um gol do zagueiro estreante Roger Carvalho, já na marca de 37.

Fonte: Gazeta Esportiva