Apesar dos erros da arbitragem, o Botafogo vacilou ao ceder o empate por 2 a 2 para o Volta Redonda nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira. Essa, pelo menos, é a opinião do técnico René Simões, que mostrou insatisfação com o segundo gol sofrido pela equipe já aos 48min do segundo tempo. Para o treinador, os jogadores mostraram falta de maturidade e se expuseram demasiadamente até ceder o resultado final.

“Não terminou da forma que esperávamos. Falei isso com os jogadores no vestiário. Tem que ter experiência, tem que ter maturidade. Estávamos ganhando o jogo, nos acréscimos. Esconde a bola, pô. Não vou dar a bola para o adversário. Não posso deixar o adversário cruzar para a área. Tenho que trabalhar e esconder a bola. Tocar de lado”, disse o treinador.

E a insatisfação com a bobeira do Botafogo foi tão grande, que o treinador preferiu nem mesmo reclamar da arbitragem, que anulou dois gols legais marcados por Gilberto e Fernandes. René Simões explicou o porquê da justificativa e lamentou o empate.

“Não vou terceirizar responsabilidade e culpar a arbitragem. Não quero saber se estava impedido ou não. Quero saber é que estávamos ganhando por 2 a 1, estávamos com a bola, mas não soubemos mantê-la. É desagradável. Claro que não posso estar satisfeito”, afirmou.

Com 4 pontos, o Botafogo volta a campo neste sábado, quando medirá forças com Bonsucesso na reabertura do Engenhão. Por se tratar do reencontro da torcida com o estádio, o Alvinegro espera casa cheia e uma grande festa.

Fonte: UOL