A vitória na estreia do Campeonato Carioca rendeu elogios aos jogadores do Botafogo. Diante o Boavista, o Glorioso venceu por 1 a 0 com gol de Roger Carvalho. A atuação dos atletas, incluindo o drible de Jefferson foram pauta das analises do treinados após o jogo.

Drible de Jefferson em Anselmo

Só o titular da Seleção pode fazer aquele lance. Outro não pode. Ele anteviu o cara de pernas abertas e fez a jogada. Só quem lida com Jefferson sabe o que é a cabeça dele, o foco que ele tem.

Atuação e comportamento de Jobson

Não tive conversa particular. Por acaso, ontem ele veio atrás de mim, e conversamos. Tenho o tratado como a todos os outros. Com respeito e profissionalismo. Pode ser que esteja trocando o chip dele. Tomara que seja isso. E quando quer mostrar muito o jogador que é, acaba tropeçando nas próprias pernas.

Estreia de Tomas e sobras para os titulares

Só penso coisas boas a respeito do Tomas. Tanto ele como Luis Ricardo foram bem no primeiro treino. Uma sombra sempre faz bem. Sempre me baseio no Cruzeiro, que faz uma sequencia de cinco jogos e depois começa a dar descanso. Ter dois atletas por posição é excepcional. Tomas é um belo jogador e vai ser sombra. E se for titular, vai ter sombra também. Também contamos com outros jogadores, como o Airton. Parece que a torcida não gosta muito, mas ele é importante. Tenho falado com ele bastante. É um gentleman. Digo aos jogadores para baterem nele no treino. Até que um dia ele se esquentou e conversamos. É um grande jogador, tanto que sempre foi de grandes clubes. Tem qualidade, e estamos trabalhando essa questão psicológica.

Atuação do volante Fernandes

Gostei da entrada dele. Numa conversa durante a pré-temporada, eu tinha dito a ele que certos lances separavam os homens dos meninos. Hoje depois do jogo ele veio me perguntar: “E aí, professor?” Eu respondi que ele é um menino que está virando homem.

Fonte: Site da Rádio Tupi