Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Reprise de decisões faz torcedores comemorarem títulos anos depois; dirigentes explicam ideia

0 comentários

Compartilhe

Reprise de decisões faz torcedores comemorarem títulos anos depois; dirigentes explicam ideia
Reprodução/Botafogo

Na última semana, Botafogo, Atlético Mineiro, entre outros, resolveram comentar via Twitter os melhores momentos das históricas finais transmitidas pela “Faixa Especial”, do “SporTV”. E saída encontrada para manter os torcedores com menos abstinência do futebol virou sucesso. Emílio Adam, diretor de comunicação do Glorioso, explicou como surgiu a ideia.

– Sem jogo, começamos a pensar em caminhos alternativos. Quando vimos o jogo memorável do Botafogo 2X1 Flamengo, notamos uma mobilização muito grande da torcida. O Danilo Santos (coordenador de comunicação) falou com o Fernando Morani (assessor de mídias): “E se fizéssemos em tempo real?” – lembrou, e continuou:

– Anunciamos a escalação e o jogo. Encomendamos artes para a Louise Xavier (criação de conteúdos digitais) e resolvemos fazer como se fosse naquele momento.

Além do confronto pelo Estadual de 2010, finais memoráveis como Vasco e São Caetano pela Copa Havelange, em 2000, e as decisões da Copa Libertadores com Flamengo (2019) e Atlético Mineiro (2013) também foram revividas. No caso do clube mineiro, toda a festa no pré-jogo foi postada e os principais lances do duelo foram comentados “ao vivo” nas redes.

Algo parecido aconteceu com o Alvinegro carioca. Contudo, Emílio Adam reforçou que todas as postagens foram combinadas internamente e não foi usado como base a festa dos mineiros.

– Foi simplesmente um jogo histórico e decidimos nos organizar para isso. Não deu um movimento como dia de jogo, mas, nesta época, estamos buscando alternativas para rede social e “Botafogo TV” – comentou o membro da comunicação do clube.

Outro importante perfil que resolveu brincar com os internautas foi o da Confederação Brasileira de Futebol. No último sábado, a reprise da final entre Brasil e Itália na Copa do Mundo de 1998 rendeu um post no Instagram da Confederação anunciando o tetracampeonato.

Segundo Fernando Torres, gerente de comunicações da CBF, a organização das mídias da Confederação seguem com os pilares de “entretenimento”, “referência no futebol” e “ressaltar a história do futebol brasileiro”.

– Não é um aniversário da conquista, mas foi criada uma efeméride com a transmissão. Embarcamos, para divulgar, e para lembrar à essa geração que consome o futebol agora que não acompanhou o tetra. Puderam lembrar porquê somos a seleção com o maior número de títulos mundiais do planeta.

O engajamento com as postagens também foi diferente. Entre comentários saudosistas e falas de torcedores que sonham em ver o hexacampeonato da Seleção, foram geradas cerca de 700 mi de visualizações, em 12 postagens via Instagram. Para Fernando, o número é “interessante” para um período sem competições esportivas.

Para o especialista em mídias sociais e mestre em “Novas Tecnologias Digitais na Educação” Gilberto Garcia, é fundamental que os gerenciadores dos perfis acompanhem o que tem acontecido com seu público, como aconteceu neste caso. O professor ainda lembrou que o “público produz conteúdo”.

– Algumas marcas, produtos e serviços, quando querem conversar com os consumidores, precisam atender o propósito do consumidor sem deixar de lado o seu propósito. Engajar depende da imagem e da reputação que a marca tem diante dos consumidores – finalizou ele.

Fonte: Terra

Comentários