O Botafogo respirou. Com a vitória de 1 a 0 sobre o Corinthians, no último domingo, no Nilton Santos, o clube de General Severiano chegou a 39 pontos e abriu quatro pontos de vantagem para a zona de rebaixamento – a distância pode diminuir para três em caso de vitória do Fluminense. Após o duelo, Rhuan avaliou a importância do resultado.

– Foi um jogo fundamental, a gente estava precisando dessa vitória, muito importante. Acho que coroa todo o trabalho do grupo. Treinamos forte a semana toda e foi mais que merecido esse resultado. Dá um alívio sim, a gente está procurando livrar o Botafogo dessa situação o mais rápido possível, o quanto antes melhor – afirmou.

Criado nas categorias de base do Botafogo, o atacante de 18 anos vive a primeira sequência na equipe principal. Ainda alternando entre a equipe titular e uma opção entre os reservas, o atleta avaliou o momento que atravessa junto ao treinador Alberto Valentim.

– É muito importante para a minha carreira. Estou me esforçando bastante, estou dando meu máximo para estar na melhor forma possível e aproveitar a oportunidade. No futebol as coisas acontecem muito rápido e tenho certeza que vou me dedicar, conseguir meu espaço e segurar essa vaga – analisou.

Diego Souza foi um dos protagonistas da partida, marcando o gol da vitória. Além do gol, o camisa 7 também possui uma importância além das bolas das redes, como o próprio Rhuan afirma.

– Todos nós sabemos que o Diego é uma referência para todos. Ele me ajuda bastante, me orienta o tempo todo. Me ajuda sempre. É sempre importante ter um jogador desse tamanho para o grupo – disse.

Rhuan fez sua segunda partida como titular – justamente contra o Corinthians, equipe que estreou profissionalmente. Agora, o atacante afirmou que não teve nenhum pesadelo, como ocorreu da primeira vez.

– Dessa vez foi mais tranquilo (risos). Estava um pouco mais aliviado. A estreia como titular foi realmente bem complicada, mas dessa vez foi mais suave – finalizou.

O OUTRO LADO…

?Alberto Valentim rasgou elogios a Rhuan. Desde o começo da semana, o técnico trabalhou com o camisa 28 entre os titulares. Em campo, o jovem foi aplaudido pela torcida após o fim da partida.

– Rhuan jogou muito bem, fez jogadas individuais, no um contra um, foi bem defensivamente e no ataque, segurou a bola. Pra gente falar de escalação, se continuará titular ou não, preciso saber como estarão fisicamente para decidir os titulares – analisou o treinador.

Fonte: Terra