O Botafogo vence, mas não convence. Por ora, a tônica do Glorioso na temporada tem sido a dificuldade ao longo dos jogos. Ontem, depois da magra vitória por 1 a 0 contra o Macaé, em Los Lários, Ricardo Gomes reconheceu o difícil compromisso, mas também ratificou a importância de pontuar em momentos de irregularidade como o atual. Para o comandante, a participação de Jefferson foi visível, mas a vitória foi justa.

“Os três pontos sempre são importantes. Mas temos que analisar o jogo. Foi difícil. O Macaé teve chances. O Jefferson salvou. Por isso é idolatrado pela torcida do Botafogo. Isso não é por acaso. Isso não é de agora. Isso vem de anos. Ele ganhou essa idolatria através de grandes atuações. Ninguém deu para ele. Nós também tivemos duas boas chegadas com o Diogo Barbosa. Merecemos a vitória. Foi uma partida difícil. Primeiro tempo foi bom, a primeira parte. No segundo tempo, a segunda (parte) foi melhor. Jogamos bem 20 minutos. Na primeira parte do segundo tempo o Macaé tomou conta. Isso foi claro no inicio do segundo tempo. Depois até conseguimos criar jogadas. Foi bom. Essa foi a minha leitura”, afirmou RC, que também comentou sobre o desgaste físico dos jogadores.

“Estamos com 38 dias de trabalho. Muito pouco. E é um time que estamos montando. Acho que até o Macaé tem uma estrutura física melhor do que a do Botafogo no momento. Vamos passar por esse período”.

Líder do Grupo B com 9 pontos, o Botafogo volta a campo no sábado para enfrentar o Resende, às 19h30, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Fonte: Super Rádio Tupi