O volante Andreazzi e o técnico Eduardo Hungaro vão reencontrar o Botafogo quando a Cabofriense enfrentará o time de General Severiano, domingo (21/02), às 17 horas, em São Januário, pela 5ª rodada doo Campeonato Carioca. O jogador, que ainda pertence ao Alvinegro e está emprestado ao Tricolor Praiano, já foi regularizado e pode fazer sua estreia pelo time da Região dos Lagos.

Apesar de ainda ter vínculo com o Botafogo, Andreazzi garante que está focado apenas na Cabofriense. “Não vou negar que tenho carinho pelo Botafogo. Entretanto, assinei um contrato com a Cabofriense e sou profissional. Tenho de honrar a camisa que visto agora. Até para poder fazer uma boa imagem e quem sabe retornar à General Severiano”, afirmou o volante, liberado pelos dirigentes alvinegros para enfrentar o próprio Botafogo.

Já Eduardo Hungaro também lembrou de sua ligação com o Botafogo. O treinador, que fez seu primeiro trabalho dirigindo uma equipe profissional em 2014, quando comandou o Botafogo na disputa da Taça Libertadores da América, revelou que ainda tem grandes amigos no Alvinegro, além de ter revelado talentos que hoje figuram no time titular do adversário da Cabofriense. “O Gegê (meia) e o Emerson (zagueiro) foram garotos que vi iniciando na base do Botafogo e fico muito orgulhoso de vê-los hoje fazendo parte do elenco profissional”, contou o técnico.

Apesar do carinho e da gratidão ao time de General Severiano, Hungaro ressaltou que o Tricolor Praiano está pronto para o embate diante do Alvinegro. “É uma verdadeira decisão, pois uma vitória nos coloca na briga pela classificação para a segunda fase. Tenho um grupo forte nas maõs e sei que podemos fazer uma partida de igual para igual com o Botafogo”, garantiu o treinador, admirador do trabalho do técnico adversário, Ricardo Gomes. “Fui fã dele como zagueiro e, agora, como treinador. É uma pessoa que, após tudo o que passou, mostra o quanto tem amor pelo futebol”, finalizou.

Fonte: Site oficial da Ferj