O Botafogo vive em meio à incerteza da permanência de Ricardo Gomes. Cobiçado pelo São Paulo, o técnico comandou o treino do Alvinegro na manhã desta sexta-feira e foi o principal assunto após as atividades. Rodrigo Lindoso evitou aumentar o ‘clima de adeus’ do treinador, mas comentou sobre a possibilidade de perdê-lo.

“A importância do Ricardo Gomes é grande. Ele conhece cada jogador desde o ano passado, conhece as peças. Isso facilita o nosso trabalho. A importância dele é grande. A permanência dele seria muito importante. Mas essa é uma situação particular dele. A situação do Ricardo é uma situação pessoal dele. Nós jogadores temos que focar dentro de campo. Estar no Z-4 e isso incomoda. Não era para estarmos na zona de rebaixamento. Conseguimos bons resultados, mas tem hora em que pecamos e entregamos jogos fáceis”, disse o jogador, que completou:

“Falar dessa maneira, é até meio estranho. Mas se acontecer, tudo bem. Essas coisas acontecem. Ele tem a opção dele. Mas espero que ele fique. Ele me ajudou bastante e é querido por todo o grupo. Se ele sair, prejudica tudo, porque o trabalho será interrompido no meio. Mas esse é o nosso futebol. Se chegar outro, ele terá as escolhas dele.”

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Alvinegro encara justamente o São Paulo, no domingo, às 16h15, no Morumbi. Com 20 pontos, o Botafogo é apenas o 17º colocado na tabela.

“É um jogo difícil, o São Paulo é um time bom. Mas estamos nos preparando muito bem Vamos montar nossa estratégia e tenho certeza que vamos fazer um bom jogo”, concluiu Lindoso.

Fonte: O Dia Online