Na busca por reforços, o Santa Cruz deve trazer alguns atletas do Botafogo, a partir de uma lista com nomes solicitados pelo Tricolor dentre os disponibilizados pelo Alvinegro na negociação pela ida do ponta Warley para o time carioca. Alguns dos nomes que agradaram foram os meio-campistas Gustavo Bochecha, Marcos Vinícius (ex-Náutico), Fernandes e o atacante Lucas Campos. O executivo do Santa Cruz, Nei Pandolfo, confirmou a conversa com o empresário de dois desses jogadores e ressaltou o trabalho feito para atrair esses atletas para o Tricolor.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

“Nós falamos com alguns atletas do Botafogo, esses inclusive conversamos (Lucas Campos e Fernandes) e estamos em conversas, em possibilidade de contratação. São alguns atletas que o Botafogo disponibilizou e a gente está trabalhando há algum tempo na possibilidade que o atleta venha. Às vezes no início o atleta está acostumado em um clube de Série A com todas as situações e não conhece o futebol do Nordeste. É importante que ele conheça a gente tem feito esse trabalho de mostrar o que é Santa Cruz, o tamanho do Santa Cruz e que pode ajudar o atleta a se desenvolver cada vez mais. O atleta que aqui joga, volta para a sua equipe ou vai para outra equipe, como foi o caso do goleiro Anderson, muito mais qualificado e capacitado”, comentou o dirigente.

DIFICULTADOR

Porém, com a saída do técnico Alberto Valentim do Botafogo, demitido no fim de semana após a Estrela Solitária ser derrotada pelo Fluminense por 3 a 0, as negociações com esses nomes pode ter dado uma recuada. Isso porque, sem a indefinição de outro técnico, existe a possibilidade que alguns desses jogadores passem a integrar o elenco e recebam chances. O executivo do Santa Cruz enxerga com naturalidade a situação e admite que pode ser um dificultador.

“Não houve mudança de cenário porque a saída do Valentim foi muito recente, mas pode acontecer. Se chegar o novo treinador, ele pode querer conhecer todo o elenco e você acaba nesse mesmo período tendo uma dificuldade que o atleta possa sair. Porque cria-se uma expectativa e o atleta dá o melhor dele para que permaneça. Essa busca por contratações vai até o final do prazo de inscrições da Série C. Então estamos em uma sequência buscando atletas que possam reforçar com os que aqui estão, que estão se esforçando e tentar dar o máximo de si para que consigamos ter os resultado possamos focar nos jogos que temos na sequência”, concluiu.

Fonte: Jornal do Commércio