Seedorf, Gabriel e Dória recebem as melhores notas do ‘GE’

Compartilhe:

JEFFERSON – GOLEIRO
Só não foi  mero espectador no primeiro tempo, devido a uma boa defesa em chute de Dinei. Na etapa final, demonstrou a segurança de sempre.
Nota: 6,5

GILBERTO – LATERAL-DIREITO
Apoiou menos do que de costume na etapa inicial e permitiu algumas investidas do ataque do Vitória pelo seu setor. Cresceu após o intervalo e rolou uma boa bola para Seedorf quase marcar em chute rasteiro.
Nota: 6,0

BOLÍVAR – ZAGUEIRO
Buscou fazer o simples, até exageradamente, cortando pela lateral algumas bolas de forma desnecessária. Também deu uma solada em Escudero e escapou de receber cartão.
Nota: 6,0

DÓRIA – ZAGUEIRO
Um dos melhores em campo no primeiro tempo. Ganhou todas no mano a mano com Maxi Biancucchi e foi preciso ao cortar os lançamentos. Acabou abusando das faltas e recebendo cartão amarelo na etapa final, mas foi bem.
Nota: 7,0

JULIO CESAR – LATERAL-ESQUERDO
Fez bom jogo, com alguns desarmes e triagulações ofensivas, embora tenha chegado pouco à linha de fundo no primeiro tempo. Recebeu um cartão amarelo por reclamação.
Nota: 6,5

MARCELO MATTOS – VOLANTE
Combativo como sempre, fez um bom jogo, embora sem muito brilho com a bola nos pés.
Nota: 6,0

GABRIEL – VOLANTE
O grande responsável pela proteção à defesa. Incansável, dá a impressão de estar em todos os pontos do gramado. Além de se destacar na marcação, com direito a cinco desarmes, ainda deu belo passe para Seedorf rolar para o gol de Vitinho.
Nota: 7,5

VITINHO – MEIA
Mostrou boa presença de área ao marcar o gol e ainda cruzou boa bola para Lodeiro cabecear com perigo no segundo tempo. Também colaborou taticamente, na marcação. Seu pecado foi se precipitar em algumas jogadas individuais. No geral, foi bem.
Nota: 7,0

ELIAS – ATACANTE
Praticamente repetiu o que fez contra o Náutico, ao entrar na vaga de Vitinho e fazer um gol com apenas sete minutos em campo (contra o Timbu foram quatro minutos).
Nota: 7,0

SEEDORF – MEIA
Concentrou as principais jogadas ofensivas. Raras foram as bolas que não passaram por seus pés. Deu as assistências para os gols de Vitinho e de Elias. Também finalizou com perigo no segundo tempo, após bola rolada por Gilberto. Só exagerou um pouco ao tentar um gol por cobertura. É o grande líder do líder do Brasileirão.
Nota: 8,5

GEGÊ – MEIA
Entrou mais para que Seedorf descansasse e saísse aplaudido pela torcida alvinegra, já com o jogo ganho. Ficou pouco tempo em campo.
Nota: Sem nota

LODEIRO – MEIA
No primeiro tempo rendeu abaixo do que pode, apesar de ter participado da jogada do gol de Vitinho. Melhorou após o intervalo e quase fez um gol de cabeça, em que Wilson espalmou, mas também perdeu boa chance após passe de Seedorf.
Nota: 6,0

DEDÉ – MEIA
Não teve nem tempo para mostrar seu futebol. Entrou na vaga de Lodeiro já no final.
Nota: Sem nota

RAFAEL MARQUES – ATACANTE
Sai muito da área e acaba tirando de quem vai fazer o passe a chance de criar uma jogada mais perigosa. Recebeu amarelo ao matar, até com certa necessidade, um contra-ataque.
Nota: 5,0

Header VITORIA (Foto: Infoesporte)

WILSON – GOLEIRO
Nada pôde fazer nos gols de Vitinho e de Elias. Apareceu bem numa cabeçada perigosa de Lodeiro, espalmando a bola para o lado.
Nota: 6,0

DANIEL BORGES – LATERAL-DIREITO
Não chegou a se intimidar por ter de marcar Seedorf em quase todo o primeiro tempo, mas teve dificuldade dado o número de ataques alvinegros por seu setor.
Nota: 5,5

GABRIEL PAULISTA – ZAGUEIRO
Foi melhor nas jogadas aéreas, mas vacilou ao deixar Elias invadir a área livre no lance do segundo gol do Botafogo.
Nota: 4,5

FABRÍCIO – ZAGUEIRO
Falhou feio ao furar uma bola no primeiro tempo, permitindo escapada de Seedorf sem marcação. Esteve inseguro em jogadas pontuais. Pareceu sem ritmo.
Nota: 4,0

DANILO TARRACHA – LATERAL-ESQUERDO
Avançou bem na etapa inicial, quando venceu o duelo com Gilberto. No segundo, recebeu cartão amarelo após fazer falta em Vitinho e acabou substituído.
Nota: 6,0

CAMACHO – MEIA
Entrou na vaga de Tarracha, mas como meia. Fez um desarme importante após Vitinho invadir a área driblando, mas em compensação perdeu uma chance ao pegar um rebote na frente da área e deu um passe errado que quase resultou em gol de Lodeiro.
Nota: 4,5

MICHEL – VOLANTE
Atrasado em algumas jogadas e com muita dificuldade nos passes.
Nota: 5,0

LUÍS CÁCERES – VOLANTE
Melhor com a bola nos pés que o companheiro de cabeça de área. Foi dedicado, tanto para defender, quanto para atacar, aparecendo com razoável frequência na intermediária e na área ofensivas. Acabou refém do domínio do meio-campo adversário.
Nota: 6,5

RENATO CAJÁ – MEIA
Teve boa movimentação no começo, quando fez algumas enfiadas de bola para Tarracha e Biancucchi, mas esteve longe de fazer a diferença. Jogo de regular para fraco.
Nota: 5,0

VÂNDER – MEIA
Entrou em lugar de Cajá no segundo tempo, quando o time ainda perdia por um gol, teve a ousadia de arriscar alguns dribles e também chutar a gol. Mas foi pouco efetivo.
Nota: 6,0

ESCUDERO – MEIA
Começou bem, com grande presença no meio-campo, mas foi perdendo rendimento. Na etapa final, foi deslocado para jogar como lateral-esquerdo e sumiu de vez.
Nota: 6,0

MAXI BIANCUCCHI – ATACANTE
Movimentou-se bem e foi quem mais deu trabalho à defesa botafoguense, mas definitivamente perdeu o duelo para Dória. Acabou substituído por Leilson.
Nota: 6,5

LEILSON – MEIA
Teve pouco tempo para mostrar serviço.
Nota: Sem nota.

DINEI – ATACANTE
Deu bom chute na etapa inicial, mas recebeu poucas bolas em condições de ameaçar a meta de Jefferson.
Nota: 6,0

Fonte: Globoesporte.com

Comentários