A desconfiança do torcedor com o time do Botafogo neste início de ano é explicável, afinal, há um trabalho recém iniciado e feridas de 2017 ainda abertas. Some isto à sequência atual do Alvinegro, que não vence há sete jogos oficiais (oito se somar o amistoso contra o Boavista). Cenário ruim, certo? Sim, mas ele pode ser revertido com os méritos do próprio Glorioso. Nada de secar outros times para ter dias melhores.

Isso porque o clube de General Severiano enfrentará o líder e o vice-líder do grupo C da Taça Guanabara nesta semana. Esta quinta-feira é dia de visitar o Macaé, vice-líder com quatro pontos, no Moacyrzão, às 19h30. No domingo, o Botafogo recebe o Boavista, primeiro lugar, com seis pontos, às 17h, no Nilton Santos. O time comandado por Felipe Conceição está em terceiro, com dois pontos em duas rodadas.

Se fizer o ” dever de casa” nestes dois jogos, o Glorioso pulará para oito pontos, passará Macaé e Boavista e assume a ponta do grupo. E dependendo de outros resultados, pode até entrar em campo para a última rodada com a vaga já assegurada, mas com ela, no mínimo encaminhada.

É sem desespero, mas ciente da importância da vitória nesta quita, que Marcelo, com boas chances de ser o titular no lugar de Carli, prometeu empenho e garantiu: o torcedor verá o Botafogo jogar no Carnaval (data das semifinais). Ele falou ainda sobre o sentimento que ele teria caso a vaga na eliminatória da Taça Guanabara não venha.

– Seria muito ruim ficar de fora. Eu, particularmente, ficaria… bolado de ficar fora da semifinal. Vamos jogar a semifinal e vamos vencer o Macaé. Temos a consciência que estamos devendo. Se perdemos praticamente não nos classificaremos. Sabemos que temos que ir lá e jogar bem – comentou o defensor.

Fonte: Terra