O Sindicato dos Treinadores de Futebol Profissional do Estado do Rio de Janeiro emitiu nota nesta sábado em repúdio às atitudes hostis de alguns torcedores do Botafogo com o técnico Zé Ricardo. O treinador deixou o aeroporto depois de o elenco desembarcar na última sexta-feira e foi insistentemente xingado.

O sindicato se colocou à disposição para tomar as providências necessárias.

O Botafogo montou um esquema de segurança especial para que os jogadores deixassem o aeroporto. Uma escolta policial fechou o trânsito e encaminhou o ônibus do clube pela contramão, no Aterro do Flamengo, em direção à Botafogo.

Torcedores tentaram se dividir pelas saídas para protestar, mas o esquema do clube se mostrou eficiente e o ônibus não foi reconhecido.

Na condição de ex-técnico alvinegro, Zé Ricardo ficou para trás por opção própria e decidiu sair pelo saguão. Ele não foi poupado da fúria da torcida, que o acompanhou até o táxi com xingamentos. Enquanto saía, o treinador quase foi agredido pelos torcedores.

Veja a nota na íntegra:

O Sindicato dos Treinadores de Futebol Profissional do Estado do Rio de Janeiro, vem a público repudiar as atitudes agressivas e desrespeitosas, sofridas pelo treinador Zé Ricardo (dispensado pelo Botafogo, após a eliminação da Copa do Brasil ).

É compreensível o descontentamento do torcedor, mas não justifica faltar com respeito ao homem Zé Ricardo, um profissional que procura exercer suas funções da melhor maneira possível. Sua postura de sair pela porta principal do aeroporto, demonstra sua dignidade, pois não se escondeu dos torcedores.

Nossa função, enquanto sindicato, é de garantir os direitos dos nossos associados e o devido respeito a categoria.

Nos colocamos à disposição para providências cabíveis.

Fonte: Extra Online