A arrancada do Botafogo para fugir das últimas colocações no Campeonato Brasileiro impressiona, e muito tem a ver com a chegada de uma “casa para chamar de sua”.

O Estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador, abrigou quatro jogos no torneio nacional do Glorioso, que não decepcionou: três vitórias e um empate. Nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília), recebe o Santos pela 25ª rodada.

Enquanto não pode voltar a jogar no Engenhão, o time alvinegro acolheu bem a agora Arena Botafogo, mas o custo para isso tem sido bastante alto.

Apesar do bom público, as despesas comem grande parte da renda bruta, e o Botafogo fica com pouco. Em uma das partidas, por sinal, teve prejuízo.

O gasto por jogo sempre fica acima de R$ 200.000,00, e para isso o time glorioso precisa de ao menos oito mil torcedores para não ficar com dívida.

No clássico com o Flamengo, no primeiro duelo na nova casa (empate por 3 a 3), pela 15ª rodada, foi arrecadado R$ 391.830,00 com a venda de ingressos. Os encargos somaram R$ 326.480,29, e o lucro do clube alvinegro foi de R$ 65.349,00, ou 16,7% da renda bruta.

Apenas o gasto operacional do estádio ficou em R$ 112.931,00. Os ingressos promocionais consumiram R$ 61.100,00; a confecção dos ingressos, R$ 42.008,60.

Diante do Palmeiras (vitória por 3 a 1), pela 17ª rodada, o Botafogo conseguiu R$ 254.040,00 com os quase 8.500 espectadores. Os gastos, porém, somaram R$ 251.091,82, e o lucro foi de somente R$ 2.948,18 (ou 1,17% da renda bruta).

Para se ter ideia, 11 despesas passaram da casa dos R$ 10.000,00.

Contra o Grêmio (triunfo por 2 a 1), em jogo adiado da 19ª rodada, o primeiro, único e grande prejuízo: R$ 85.351,75.

A receita com as entradas foi de R$ 143.720,00, e a despesa ficou em R$ 229.071,75 – só a operação do Luso Brasileiro custou mais de R$ 53.000,00.

Já diante do Fluminense (vitória por 1 a 0), na última quarta-feira, o Botafogo obteve R$ 43.980,41 de lucro com o clássico – 13,6% da renda bruta), angariando R$ 323.060,00 com a venda de ingressos e gastando R$ 279.079,59 com as despesas.

Como comparação, os times que possuem casa própria conseguem lucrar 30 a 35% da renda bruta com as partidas, casos de Atlético-PR e Coritiba. O Atlético-MG, que atua no Independência, também atinge essa marca.

O Fluminense, que hoje joga no Estádio Giulitte Coutinho (do América-RJ), alcançou 42,3% de lucro na vitória sobre o Cruzeiro pela 15ª rodada.

A Chapecoense, em sua Arena Condá, conseguiu ficar com quase 80% da renda bruta do jogo com o Corinthians: R$ 302.420,00 de lucro.

Fonte: ESPN.com.br