As gozações dos rivais já viraram rotina. Rotulado de ‘cavalo paraguaio’ pelas torcidas adversárias, o Botafogo terá a chance final para reverter o quadro neste domingo, quando receberá o Criciúma, no Maracanã, para conquistar a vaga na Libertadores de 2014. A possibilidade, no entanto, é remota, já que o Alvinegro depende dos três pontos além do tropeço de concorrentes para voltar ao G4.

O Botafogo esteve dentro da zona de classificação para a Libertadores em 30 das 37 rodadas do Campeonato Brasileiro. Faltando cinco jogos para o fim da competição, o Alvinegro empatou com a Portuguesa e viu o Goiás roubar sua posição na tabela. Não se classifica para a competição internacional poderia manchar a temporada do time de General Severiano.

“Depende da maneira que as pessoas vão enxergar, para nós não, para nós foi um grande ano. Conquistamos um Carioca sobrando no primeiro e segundo turno e saímos na reta final da Copa do Brasil. No Brasileirão ficamos quase todo o campeonato no G4, mas saímos no finalzinho. Ainda creio na classificação. Agora é fechar com chave de ouro na Libertadores”, disse o camisa 1 e capitão do Botafogo.

E a queda no desempenho do Botafogo está diretamente ligada com o fraco segundo turno apresentado. O Alvinegro tropeçou em jogos considerados fáceis, como contra Bahia e Ponte Preta, no Maracanã, e se complicou na classificação do Campeonato Brasileiro.

“Perdemos pontos nos fins de partidas e outros pontos bobos. Gols contra Flamengo, Goiás, Cruzeiro, que podíamos freá-los. Não adianta colocar a responsabilidade nestes dois últimos jogos, não adianta. Temos que vencer e torcer para que os adversários tropecem. Não tem outra saída”, afirmou.

Com 58 pontos, o Botafogo ainda tem chance de se classificar para a Libertadores de 2014. Para que isso ocorra, no entanto, o Alvinegro precisa vencer o Criciúma neste domingo, às 17h, no Maracanã, e torcer para o tropeço de pelo menos um dos rivais na briga pelo G-4. O Atlético-PR, com 61, precisa perder para o Vasco, na Vila Capanema. Já o Goiás, com 59, não pode vencer o Santos, no Serra Dourada.

Fonte: UOL