Site de TV explica por que Botafogo é o brasileiro que mais brilha na Libertadores

Compartilhe:

O Botafogo não entrou na Libertadores como favorito. Tampouco como principal brasileiro na competição. Contudo, a equipe chega para a partida contra o Barcelona de Guayaquil podendo se tornar o melhor time do Brasil na competição até agora.

O clube já derrotou nada menos do que quatro ex-campeões do torneio: Colo-Colo, Olímpia, Atlético Nacional e Estudiantes. Os dois primeiros ainda na fase preliminar da competição, enquanto os dois últimos estão no mesmo grupo que a esquadrão alvinegro.

Nada mal para um estreante em Libertadores, o técnico Jair Ventura. Sob comando do treinador e se vencer, a equipe fechará a primeira metade da fase de pontos corridos do campeonato com 100% de aproveitamento.

Dentre todos os times, apenas River Plate, Guaraní (Paraguai), o rival Barcelona de Guayaquil e o Grêmio podem chances de concretizar o feito.

E o Botafogo consegue tais façanhas com um modesto elenco (apenas dois jogadores, Gatito Fernandes e Camilo, foram convocados para suas respectivas seleções nacionais recentemente) e com o segundo orçamento mais baixo dentre os brasileiros, R$ 190,8 milhões, maior apenas que o da Chapecoense.

Para completar, caso vença seu jogo no Equador, a equipe de Jair Ventura chegará a seu quinto triunfo, igualando o número alcançado nas 16 partidas somando as últimas duas participações da equipe em Libertadores (2014, três vitórias, e 1996, duas vitórias).

Finalmente, o jogo contra o Barcelona, atual campeão equatoriano, não deve ser fácil – o time do técnico Guillermo Almada terminou 2016 com um avassalador ataque de 96 gols. No atual torneio sul-americano, a campanha dos dois clubes é idêntica: 2 a 1, em casa, na primeira rodada, e 2 a 0, fora de casa, na segunda rodada.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA X BOTAFOGO

Local: Estádio Monumental, em Guayaquil (Equador)
Data: 20 de abril de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jesús Valenzuela (Venezuela)
Assistentes: Carlos López (Venezuelae Elbis Gómez (Venezuela)

BARCELONA: Máximo Banguera, Tito Valencia, Darío Aimar, Jefferson Mena e Mario Pineida; Gabriel Marques, Segundo Castillo, Erick Castillo (José Ayoví), Marcos Caicedo e Ely Esterilla; e Ariel Nahuelpan. Técnico: Guillermo Almada

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson Santos, Joel Carli, Emerson Silva e Víctor Luís; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura

Fonte: ESPN.com.br

Comentários