Uma dupla entrosada na base e que inicia a caminhada no futebol profissional. Helerson e Kanu encararam os jornalistas pela primeira vez na coletiva de imprensa, um ambiente novo, e foram bem diante das câmeras. O importante agora é trabalhar, evoluir e mostrar ao treinador Felipe Conceição que são capazes de seguir na equipe principal os mesmos passos de sucesso das categorias de base.

Campeões Brasileiros Sub-20, ambos chegam com moral ao profissional. Os talentos da base são parte do processo de integração bem fundamental pelo Glorioso para 2018. E é na zaga que o Fogão soma mais jovens. Além dos zagueiros apresentados, o Alvinegro conta com as pratas da casa Igor Rabello, titular na última temporada, e Marcelo, outro campeão brasileiro Sub-20 que se destacou. A experiência fica com Joel Carli, e o zagueiro argentino já é uma referência para quem acabou de chegar.

– Temos o Carli como exemplo, um líder de postura. O Rabello foi emprestado e voltou mais forte. O Marcelo também surgiu e fez sucesso. Vemos o Jefferson, o Carli… São pessoas fenomenais e que nos ajudam com conselhos – disse Kanu.

Helerson também ressaltou o apoio dos mais experientes, mas colocou outro jovem como um espelho na caminhada do Glorioso.

– Temos que corresponder a altura deles também. Aqui no Botafogo eu me espelho no Marcelo, até pela história de vida dele. Espero que eles possam nos ajudar sempre e que possamos crescer com eles. Vamos respeitar e buscar o nosso espaço também – falou Helerson.

Os jovens zagueiros também falaram um pouco das suas características em campo e destacaram a oportunidade de crescer no Glorioso.

– Sou bom no jogo aéreo, me posiciono muito bem e procuro fazer gols. Cheguei no Botafogo no fim de 2015 e em 2016 tive uma boa sequência de jogos. Em 2017 encontrei minha dupla (Kanu) e estamos aqui até hoje – disse Helerson.

– Sou um zagueiro técnico, faço gols e sou bem seguro lá atrás. Hoje temos um treinador com que já trabalhei, companheiros de base que também subiram. Isso facilita bastante no nosso desempenho – encerrou Kanu.

Fonte: Site oficial do Botafogo